Décima terceira vítima de bala perdida no Complexo do Alemão é enterrada na tarde desta sexta-feira 

_MG_7866

Cerca de 300 pessoas foram dar o último adeus no Cemitério de Inhaúma para idoso conhecido como Quizumba, morador da Fazendinha

Foi enterrada na tarde desta sexta-feira (20), no Cemitério de Inhaúma, na zona norte, a décima terceira vítima fatal de bala perdida do ano no Complexo do Alemão. Seu Antonio Vicente da Silva, 78 anos, era conhecido como Quizumba e tinha um bar, na Fazendinha, onde também morava.

Ele foi atingido na barriga por uma bala perdida. Segundo parentes, ele foi socorrido e levado para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Complexo do Alemão, mas perdeu muito sangue e não resistiu.

No enterro, cerca de 300 pessoas, algumas delas com rosas brancas, amarelas e rosas na mão, caminhavam debaixo de sol forte até a parte de trás do cemitério, numa parte recém construída. “Daqui a pouco vão ter que fazer um “minha casa minha vida” porque não vão caber todos aí”. Comentou em tom de revolta e chorando a sobrinha Mirian Oliveira.

 

 

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]