Família acusa PMs por morte de adolescente no Alemão

IMG-20181001-WA0019

De acordo com moradores, um jovem identificado como Anderson Domingos foi morto a tiros na manhã de hoje (01), por policiais no Complexo do Alemão, na localidade conhecida como Predinhos do PAC, próximo ao Colégio Estadual jornalista Tim Lopes.

A família acusa a Polícia Militar e conta que os agentes pediram para Anderson sair de casa e quando o adolescente de 17 anos estava descendo, atiraram pelas costas.

“Ele estava dentro de casa. Eles (a polícia) invadiram e mandaram o menino correr. Assim que ele começou a correr dispararam pelas costas.” – Conta Daniele Daniel, tia do jovem, que estava muito abalada durante entrevista para o Voz das Comunidades.

“É mais uma vítima. Ele nunca foi envolvido com nada. Não podiam invadir a casa do meu irmão e matar o filho dele. É mais um e vão ser quantos mais? Quantas outras famílias vão sofrer? Os irmãos e os primos menores… Todos vendo essa cena. Tá errado! Falo, repito e torno a dizer!”

A dona de casa e autônoma Fabiane Cardoso Domingues, mãe de Anderson, o padrasto e os irmãos do jovem também estavam na residência no momento do crime.

Imagem: Renato Moura/Voz das Comunidades

Segundo os vizinhos da família, alguns agentes tentaram retirar o corpo, mas foram impedidos por moradores, dando início a uma confusão no local.

“Só não colocaram arma nas mãos dele para aparentar ser bandido por receio de alguém filmar. A PM não tem que ficar fazendo blitz para roubar dinheiro as 17 horas da tarde como ocorreu estes dias em pleno horário de saída escolar. Enquanto esses caras ficarem ali na região do Alemão fingindo estar trabalhando, mas na verdade estão roubando e matando, pessoas continuam morrendo”. – Denuncia uma moradora durante desabafo nas redes sociais.

Imagem: Renato Moura/Voz das Comunidades

De acordo com o comando da UPP Nova Brasília, militares realizavam  patrulhamento quando foram recebidos a tiros, iniciando um confronto no local. Segundo a polícia, o corpo de Anderson foi encontrado durante busca na comunidade.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]