Jovem do Complexo do Alemão se torna influenciadora de moda

Foto: Renato Moura/Voz Das Comunidades
Foto: Renato Moura/Voz Das Comunidades

Com aproximadamente 5 mil inscritos em seu canal no Youtube, Tiê Vasconcelos fala sobre como se tornou uma digital influencer

Moradora do Complexo do Alemão e digital influencer (influenciadora digital), Thatiana Vasconcelos de Almeida, conhecida como Tiê, conta que descobriu esse universo naturalmente e que sair de trás das câmeras para ser o foco foi uma possibilidade que deu certo.

“Passei a adolescência inteira me imaginando como fotógrafa, mas descobri outro mundo, onde posso brincar com tudo o que eu gosto, inclusive moda e fotografia. A moda veio no improviso da minha vida, tive que aprender a reaproveitar aquilo que já tinha em casa e garimpar em lojas baratas” – conta a youtuber.

Em 2013, Tiê decidiu parar de usar química no cabelo. Na época nem sabia que estava passando por uma transição capilar e assim fez o chamado big chop (corte que retira toda a química). Logo depois, começou a publicar seus cuidados com o cabelo no Facebook e o resultado foi que, depois de algum tempo, ela já não conseguia mais responder a todas as dúvidas. A solução foi juntar todas as perguntas e criar conteúdos para o Youtube e Instagram.

Desde 2014 – quando criou o canal no Youtube – Thatiana é referência e inspiração para adolescentes e jovens moradoras do Complexo do Alemão. Ao perguntarmos como é se tornar um exemplo para essas meninas, ela responde que é uma grande responsabilidade e, ao mesmo tempo, algo que lhe dá mais força para continuar, ainda mais se tratando de meninas da periferia, que podem ganhar representatividade e ir ocupando espaços.

Foto: Renato Moura/Voz Das Comunidades
Foto: Renato Moura/Voz Das Comunidades

O conteúdo do seu canal varia de acordo com os temas que vivencia, como moda acessível, curly hair (cabelo cacheado), periférica, vegetarianismo e lifestyle (estilo de vida). Tiê se inspira em várias influenciadoras, mas escolhe enaltecer a youtuber Nina Gabriella. Segundo ela, a escolha se deve ao grande profissionalismo e por Nina ser uma pessoa incrível. Ela conta que na vida de uma influenciadora não há nada de glamour, ao contrário do que o público idealiza, e que é necessário muito planejamento para alcançar reconhecimento.

“Faço pauta para os vídeos com um mês de antecedência. Além de editar todos os dias e programar no Youtube, também fotógrafo para o Instagram e organizo o feed uma semana antes. Temos que estar sempre atualizados sobre o que abordamos” – assegura.

Tiê só percebeu que estava influenciando o meio digital quando começou a receber centenas de mensagens dizendo o quanto ela inspirava e ajudava as pessoas que a acompanhavam. Já recebeu até relatos de seguidoras que saíram de relacionamentos abusivos depois de ver as suas publicações, além de relatos emocionantes, como o que ocorreu em seu primeiro evento, em que uma seguidora viajou horas para conhecê-la. Suas palavras de incentivo para aqueles que estão começando nesse universo são: “Faça por amor! Pode ser difícil no início, mas não desista, pois com certeza tem alguém se inspirando em você”.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]