Jovem vai representar o Complexo do Alemão na seleção brasileira de futebol social

Foto: Renato Moura/Voz Das Comunidades

Leonardo Garcia, 20 anos, morador do Complexo do Alemão, vai para a Noruega, no continente europeu, no fim de agosto, representar o país na Seleção Brasileira de Futebol Social, no torneio mundial do esporte. O Futebol Social existe desde 2009 e é um movimento nacional contra a pobreza e a favor da paz, apoiado por empresas públicas e privadas.

O jovem foi selecionado depois de vencer o Campeonato Brasileiro de Futebol Social na cidade de Marília, em São Paulo, pela Seleção Carioca, neste mês. No mês anterior, pelo time “Futuro do Complexo”, da Nova Brasília, foi campeão do Carioca, no Morro do Cavalão, em Niterói. Segundo o técnico João Luiz, conhecido como Geleia, idealizador do projeto “Futuro do Complexo”, Leonardo é um exemplo de superação. “Ele já teve muitos problemas, já tomou uma bala perdida no ombro e é um menino abençoado que, em tudo que jogou, foi campeão. Nós temos muito orgulho dele”.

Foto: Renato Moura/Voz Das Comunidades
Foto: Renato Moura/Voz Das Comunidades

Leonardo foi atingido por uma bala perdida há três anos, quando estava saindo com a namorada da casa onde mora, na região das Casinhas, no Complexo do Alemão. Felizmente, não teve sequelas e continuou jogando bola, como faz desde os nove anos. Perguntado se está ansioso para a viagem, diz que não, sente-se tranquilo. Sobre batalhar para conseguir o ouro, responde enfático: “É claro”. Desde já, estamos na torcida!

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]