Mãe de mototaxista morto no Alemão, pede os moradores para colocarem foto do filho em seus perfis

caio_moraes_202

O jovem Caio Moraes da Silva, 20 anos, que trabalhava no moto-táxi da Nova Brasília, onde também morava com sua família, foi baleado no dia 27 de maio de 2014, dentro da Rua Joaquim de Queiroz (Grota), durante um protesto sobre algumas pessoas que foram presas no Complexo do Alemão, na segunda-feira (26/05/2014).

Completando um ano amanhã da morte de Caio, (27/05), a sua mãe, Denize Moraes, pediu para todos os moradores do Alemão para colocarem a foto do seu filho na capa ou no perfil em forma de pedido de justiça.

caio_moraes

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]