Projeto social do Alemão arrecada fundos para disputar campeonato de jiu-jitsu

WhatsApp Image 2018-04-22 at 10.49.01 AM (1)

Um dos pilares da campanha também é promover melhorias no espaço onde as aulas acontecem

O Projeto Belo, destaque no Complexo do Alemão por oferecer aulas gratuitas de jiu-jitsu para as crianças da comunidade, iniciou uma campanha de arrecadação de fundos, através de rifas e doações, para inscrever seus alunos no próximo Circuito Leopoldinense. O evento acontece em junho, no bairro de Olaria e cada inscrição custa R$ 70.

“Ano passado, em dezembro, eu consegui pagar a inscrição de 4 alunos e os levei pela primeira vez para uma disputa em São João de Meriti. Nisso, fizemos um campeão: o Mizael, de apenas 12 anos.” – comenta Sérgio Belo, professor do programa.

As aulas de jiu-jitsu  acontecem no Condomínio dos Predinhos, na Estrada do Itararé e atende cerca de 70 crianças, todas da faixa etária de 6 aos 16 anos. Sérgio conta que a procura pelo curso é grande e pretende abrir mais vagas para adultos da faixa etária de 16 a 25 anos, mas para isso é preciso que melhorias sejam feitas na estrutura do local onde os atletas treinam.

“A academia aqui no Itararé não é coberta, então dias de chuva não tem como dar aula e fica meio complicado. Se tivesse alguém que pudesse ajudar a cobrir seria muito bom.” – finaliza.

O grupo precisa de doações de quimonos e tatames. Interessados em contribuir com o projeto, podem entrar em contato com o professor: (21) 97435-0974 – Sérgio ou através da página no facebook: https://www.facebook.com/projetobelo/

Conheça o projeto:

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]