Tiros e bombas na Fazendinha assustam moradores nesta manhã de sexta feira

IMG_3357-2

O confronto deu inicio por volta das 08h na localidade conhecida como “Zona do Medo”

Uma operação seguida de intenso tiroteio deu inicio na manhã desta sexta feira (22) na localidade conhecida como “Zona do medo” na comunidade da  Fazendinha, Complexo do Alemão, zona norte do Rio. O confronto pegou os moradores de surpresa, logo pela manhã, deixando parte do comércio fechado. Um veiculo blindado, conhecido como “Caveirão” da policia militar foi usado na operação na comunidade.  O confronto deixou crianças sem aulas e o transporte interrompido devido ao confronto na comunidade.

Em outra área do Alemão, na comunidade da Nova Brasília, um adolescente foi levado as pressas para o Upa do Alemão baleado na perna por um tiro, enquanto fazia educação física dentro de uma escola. Lenilson Alles Novaes Santos, 18 anos, estudava e estava dentro do colégio estadual Caic Teophilo Pinto, Nova Brasília, quando foi atingido. O jovem, segundo informações, foi socorrido pelos professores até a unidade.
Segundo informações passada pelos familiares, a bala entrou em sua coxa direita e ficou alojada. O estado de saúde do jovem é grave com complicações na retirada do projetil. “Se tirar a bala de lá, ele corre o risco de ficar paraplégico…” contou a prima de Lenilson, que preferiu não se identificar. Lenilson está sendo transferido para o hospital Salgado Filho, Méier, também na zona norte.

A comunidade da Fazendinha ainda segue com tiroteios intensos e sons de granadas, relatas e ouvidas pelos moradores da região.

 

Em nota, a assessoria de comunicação das Upps informou que:

Segundo o comando da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Fazendinha, policiais da unidade foram atacados durante patrulhamento na localidade conhecida como Zona do Medo, por volta das 8h desta sexta-feira (22/9). Houve confronto e, até o momento, não há informações sobre feridos.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]