Defensoria Pública do Rio realiza cerimônia popular de posse na Cidade de Deus nesta sexta (04)

Com a iniciativa, a DPRJ visa destacar o compromisso dos novos defensores com a cidadania e direitos individuais; o evento acontece a partir das 15h
Foto: DPRJ / Evento oficial da posse ocorreu dia 15
Foto: DPRJ / Evento oficial da posse ocorreu dia 15

Pela segunda vez, defensores e defensoras recém-ingressados na Defensoria Pública do Rio de Janeiro (DPRJ) participarão da cerimônia de posse. O evento será realizado nesta sexta-feira (04) na Cidade de Deus, às 15h.

Estes novos defensores foram aprovados no fim do ano passado. Dos 71 aprovados, 20 são pessoas negras. Também foram aprovados um defensor com deficiência e três pessoas de baixa renda.

Devido à pandemia do Covid-19, a posse oficial dos aprovados ocorreu no dia 15 de fevereiro, no Theatro Municipal. No dia 25 de fevereiro, eles realizaram o curso interno de formação e já foram transferidos para os locais de atuação.

A posse popular vem ao encontro dos movimentos sociais. Com a iniciativa, a DPRJ visa destacar o compromisso dos novos defensores com a cidadania, o respeito à diversidade e os direitos individuais e coletivos, assim como o compromisso com uma Defensoria Pública aberta e articulada com a sociedade.

No juramento, que farão na cerimônia, os novos defensores se “comprometerão a prestar um atendimento respeitoso, acolhedor e qualificado às pessoas que buscam à Defensoria Pública.”

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]