Em 1 semana mais de 100 pessoas testam positivo para Covid-19 no Santa Marta

A ação de testagem é voluntária e gratuita, vai até sexta e conta com o apoio do Dados do Bem, que realiza testes também na Maré e no Alemão
IMG_6661

Foto: Thiago Lima/Voz das Comunidades

Mais de cem moradores que fizeram o teste de Covid19 nesta quarta-feira (7/10), que está sendo oferecido pelo aplicativo Dados do Bem na comunidade Santa Marta, em Botafogo, na zona Sul do Rio, testaram positivo para o novo coronavírus. Ao todo, 104 moradores estão com a Covid-19 e foram orientados a ficar de quarentena. O Dados do Bem também realiza iniciativa semelhante na Maré e no Complexo do Alemão de forma voluntária e gratuita.

Até às 12h desta quarta, 400 moradores já haviam sido testados, sendo que 26% tiveram resultado positivo para a doença, ou seja, 104 pessoas. A maioria testada pegou o vírus recentemente.

A ação começou na segunda (5/10) e vai até sexta (9/10). Os testes são feitos por meio do aplicativo Dados do Bem em que o morador faz uma auto avaliação com perguntas sobre os sintomas que têm ou tiveram.

Para poder fazer o teste é preciso baixar o aplicativo Dados do Bem (disponível na loja de aplicativos do seu celular), responder o formulário e agendar o teste. O projeto não atende pessoas que não realizaram o procedimento de baixar o aplicativo, fazer a auto avaliação respondendo o formulário e agendar o teste.

Quem sentiu sintomas de Covid-19, como febre, tosse, dificuldade de respirar ou falta de ar, também pode baixar o aplicativo do Dados do Bem para o celular. Em seguida, responder no aplicativo o questionário. Se for identificada a necessidade do exame, a pessoa entra na fila de agendamento para ser testada gratuitamente.

A importância de fazer o teste é que quando sabemos que estamos com a Covid-19 podemos evitar a contaminação de familiares, amigos e colegas de trabalho. No caso de resultado negativo, a testagem reforça a necessidade de seguir com a medidas de proteção, como usar máscara, lavar bem as mãos e usar álcool em gel (quando não é possível lavar as mãos e sempre depois que se toca em objetos), para se proteger da contaminação pelo novo coronavírus.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]