ID Jovem – A juventude agradece

IMG_0161

Na última quinta-feira (29/06/2017) ocorreu no Museu do Amanhã o lançamento estadual do Programa Identidade Jovem (ID Jovem), programa criado pelo Governo Federal que visa oportunizar diversos benefícios para jovens de 15 a 29 anos com renda familiar de até dois salários mínimos (registrados no CadÚnico). Só no Rio de Janeiro, cerca de 800 mil jovens têm o perfil para se tornarem beneficiários desse serviço.

A criação do ID é a primeira ação que visa regulamentar o estatuto da juventude, que passou por um longo período (cerca de 10 anos) de tramitação no congresso nacional até ser aprovado. Essa é uma ação que visa garantir o direito a cidade, esporte, cultura, lazer e transporte através da meia-entrada em eventos artístico-culturais e esportivos, gratuidade na inscrição do ENEM e vagas gratuitas no sistema de transporte coletivo interestadual ou desconto de 50% no valor das passagens.

No que se refere a temática do público juvenil enquanto sujeito de direitos no âmbito da atuação governamental, esse lançamento representa um marco essencial para o início da inclusão das questões relacionadas com a juventude de forma mais consistente na agenda política do Rio de Janeiro, pelo fato da criação do Comitê Estadual de Acompanhamento e Fiscalização do Programa Identidade Jovem – CEAF-ID Jovem, no âmbito da Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude.

Com o auxílio da Secretaria Nacional de Juventude, a Superintendência de Juventude do Estado do Rio de Janeiro irá organizar caravanas, passando por todos 92 municípios do Rio, para acompanhar e incentivar os governos locais a promover ações que visem divulgar, informar e preparar uma infraestrutura que oportunize a inscrição do maior numero possível de jovens destinatários dessa política pública no aplicativo do ID Jovem, para a emissão do cartão virtual que dará acesso aos benefícios supracitados.
Essa mobilização por todo estado irá mostrar que as políticas públicas de juventude vieram para ficar e cada vez mais se tornarão relevantes para o desenvolvimento de uma população preparada para o avanço social, econômico e cultural que todos esperamos obter nos próximos anos. O ID Jovem irá auxiliar o jovem a exercer de uma melhor maneira a sua condição de cidadão no cotidiano das realizações que ocorrem na cidade. Sabemos que ainda é preciso avançar muito nas ações promovidas pelo setor público destinadas aos jovens, porém, a efetivação de parte do estatuto da juventude, representada aqui pelo ID Jovem, já representa um fenomenal avanço para essa parcela da população.

Entender peculiaridades e singularidades das juventudes e garantir direitos a esta geração são fatores fundamentais para consolidar a democracia em nosso país. O universo juvenil é complexo, compreende diversas especificidades que precisam ser consideradas na elaboração e implementação de políticas públicas. Esse é o desafio que os agentes relacionados com as mobilizações municipais do ID Jovem enfrentarão para planejar as melhores estratégias de realizações que irá atingir o maior público possível.
O desafio é grande, a caminhada não será fácil, porém o primeiro passo foi dado. Tudo está caminhando para que o nosso estado seja o exemplo que todo o país irá seguir. Não podemos esperar menos do que o pleno funcionamento do aplicativo em todo território fluminense. Cabe também a população a cobrança e fiscalização dos órgãos relacionados ao atendimento aos jovens para o incentivo e monitoramento dessa ação tão importante.

Parabéns aos envolvidos!

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]