Jacarezinho amanhece com intenso tiroteio devido à operação da polícia civil

Iniciada em torno de 6h da manhã, de acordo com moradores, os policiais seguem dentro da comunidade
Foto: Reginaldo Pimenta / Agência O Dia
Foto: Reginaldo Pimenta / Agência O Dia

Foto: Fabiano Rocha/ Agência O Globo

Na comunidade do Jacarezinho, o início da manhã desta quinta-feira foi marcado por um intenso tiroteio durante operação policial na favela da Zona Norte do Rio de Janeiro. Mesmo com a proibição vigente há quase um ano pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em decorrência da pandemia do coronavírus, as intervenções dos agentes da polícia continuam sendo um risco para a integridade física dos moradores favelados. 

Ao longo da ação, mais de 20 pessoas foram alvos de disparos de armas de fogo. Até agora, o número de vítimas na operação chega a mais de 15. Entre eles, o policial Civil André Frias, de 45 anos, que recebeu um projétil na cabeça. Ele chegou a ser levado para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, mas não resistiu aos ferimentos. Segundo as informações da Polícia Civil, mais dois agentes foram atingidos durante a operação, que ainda continua na região. 

Questionada pela reportagem do Voz das Comunidades sobre a atuação da Operação Exceptis, a Polícia Civil do Rio de Janeiro alegou que prestará balanço sobre a ação em coletiva marcada para hoje, após o desfecho da intervenção policial na comunidade do Jacarezinho. 

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]