Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Artista da Cidade de Deus promove “vaquinha” para produzir videoclipe sobre prisão injusta

“Me dá um clipe de aniversário?" é o nome da campanha divulgada pelo MC Tio Phil
Foto: Yasmin Guastini
Foto: Yasmin Guastini

Raphael Rogério, mais conhecido como MC Tio Phil, foi preso indevidamente em 2019 e é essa história que o artista quer contar em seu trabalho artístico “150 no maço”. Cria da Cidade de Deus, o artista está promovendo uma vaquinha online, a fim de conseguir dinheiro para produzir o clipe da música.

O jovem ficou detido por um ano e seis meses, acusado através de reconhecimento por foto. “Só em Março de 2021, após reconhecimento de erro de acusação e falta de provas, MC Tio Phil foi liberto e pôde voltar a lutar pelo seu sonho na música”, afirma o texto da campanha de arrecadação. 

Mc Tio Phil portando um dos seus instrumentos de trabalho
Foto: Leon Diniz

A filmagem visa narrar as dificuldades que o Mc passou na época da prisão. Da delegacia até a audiência de absolvição, o músico pretende expor situações de injustiça pelas quais passou. Quando foi preso, o Tio Phil era um dos principais nomes da cena de freelastyle da Zona Oeste do Rio e tinha mais de 30 mil acessos no Youtube. Porém mesmo estando preso, o jovem afirma que não deixou de produzir arte. “Não fiquei nem 1 dia sequer lá dentro sem escrever. ‘150 No Maço’ é um desses sons”.

O artista quer arrecadar 3 mil reais e as doações são feitas via Pix até o dia 22 de fevereiro, data em que o Mc completa 22 anos. Ele faz um apelo para que as pessoas contribuam a até a data, pois ainda não bateu a meta. O pix para contribuição é [email protected]

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

Veja também

buy windows 11 pro test ediyorum

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]