Moradora da Vila Kennedy ganha bolsa para estudar no Japão

Filha de um taxista e de uma auxiliar administrativo, Bárbara tem mais dois irmãos e é ex-aluna de uma escola pública. A recém-formada em técnico de informática pela FAETEC sonha em ser poliglota e cursar Relações Internacionais e hoje a vida de Bárbara é dedicada aos estudos
60362475_1269473319866925_9048965621261271040_n

Para realizar o sonho de estudar fora, jovem de 17 anos recorre a vaquinha virtual

Dá muito orgulho quando um brasileiro é reconhecido lá fora não é? Principalmente quando é alguém com uma história tão bonita como a da Bárbara Barros. Moradora da Vila Kennedy a jovem de apenas 17 anos foi escolhida em meio a vários jovens do mundo a receber uma bolsa de estudos em uma instituição de ensino no Japão!

A página Voz da Vila Kennedy, divulgou a carta de aceite que a jovem recebeu do centro de estudos. Foto: Reprodução da internet

Filha de um taxista e de uma auxiliar administrativo, Bárbara tem mais dois irmãos e é ex-aluna de uma escola pública. A recém-formada em técnico de informática pela FAETEC sonha em ser poliglota e cursar Relações Internacionais e hoje a vida de Bárbara é dedicada aos estudos e a fazer o bem para a sua comunidade. E claro, que todo o seu esforço não seria em vão, selecionada pela Gakko, ela conseguiu uma bolsa de 85% o que significou uma queda no valor original do curso de R$25.870,00 para R$3.781,00 porém, apesar disso os custos para a sua ida ao Japão ainda são muito alto para a família que não tem condições financeiras de custear a viagem.

Foi aí que surgiu a ideia da vaquinha virtual, pois além do valor do curso há também os gastos com passagens, passaporte, visto e seguro que totalizam o valor de R$20.000,00. Essa é a meta que a Bárbara precisa alcançar para realizar o seu sonho. Serão 14 dias imersos de muito aprendizado e atividades com cerca de 60 alunos de diversos países. “Acredito que essa oportunidade vai contribuir muito para o meu crescimento, quero voltar de lá e aplicar todo o meu aprendizado na minha comunidade. Quero ser um espelho para outros saberem que é possível”. Disse ela.

“Acredito que essa oportunidade vai contribuir muito para o meu crescimento, quero voltar de lá e aplicar todo o meu aprendizado na minha comunidade. Quero ser um espelho para outros saberem que é possível”

Para conseguir a bolsa, a jovem passou por um processo intenso onde precisou passar por algumas avaliações como, redigir 4 redações em inglês, ter submetido à avaliação todo o seu desempenho escolar, ter sob análise o seu desempenho em atividades extracurriculares e trabalhos voluntários. Á propósito, Barbara é uma menina com muitas habilidades, é voluntária do Centro Comunitário Irmãos Kennedy dando aulas de inglês, participa do projeto Mulheres Empoderadas que capacita profissionalmente mulheres da comunidade, e ainda pratica Taekwondo. Ela Precisou também ter o aval de um de seus professores através de uma carta de recomendação. E como prova final, precisou enfrentar na segunda fase, uma entrevista oral em inglês diretamente com a diretora do programa. “Fiquei muito nervosa e acabei esquecendo como falava “passagem aérea” em inglês, comecei a fazer mímica e a diretora me ajudou, achei que eu tinha ido super mal.” Mas nada disso atrapalhou sua conquista depois de algumas semanas a resposta positiva chegou e ela viu seu sonho chegar ainda mais perto.

Bárbara também se dedica aos estudos das Artes Marciais e treina em uma equipe na sua comunidade. Foto: Reprodução da internet

Mas para isso, ela precisa da colaboração das pessoas. Para contribuir com qualquer valor é só clicar no link https://www.vakinha.com.br/vaquinha/560257 ou depositar na conta abaixo que esta sendo utilizada exclusivamente para este fim:
CAIXA ECONÔMICA
AGÊNCIA: 0219
CONTA POUPANÇA: 03113416-8
CÓDIGO POUPANÇA: 013

O prazo para arrecadação termina no dia 05/06 e a torcida é grande para que a Bárbara possa realizar esse sonho dela e dar mais orgulho ainda ao povo brasileiro e aos moradores da Vila Kennedy.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]