Moradores do Vidigal ainda sofrem as consequências do deslizamento de 2019 e temem nova tragédia

Caminho da Jaqueira para Rua Três tem estrutura comprometida
2021_08_09_RUA 3 NA JAQUEIRA VIDIGAL _VILMA RIBEIRO -42

Foto: Vilma Ribeiro / Voz das Comunidades

Na localidade da Jaqueira, no Morro do Vidigal, Zona Sul do Rio de Janeiro, moradores ainda vivem as consequências das fortes chuvas que atingiram a comunidade em fevereiro de 2019. Vale lembrar que ocorreu um deslizamento de pedras atingindo várias casas da região e uma mulher morreu. 

Ainda hoje, as famílias que moram no território temem novas tragédias. Segundo moradores, passar no caminho da Jaqueira para a rua Três está ficando cada vez mais perigoso, porque a estrutura da ponte está afundando e as sustentações não estão firmes.  

Moradores temem novo desabamento em ponte na Jaqueira.
Foto: Vilma Ribeiro / Voz das Comunidades

O que está acontecendo na Jaqueira vai além de um problema de estrutura, é também uma questão ambiental, já que o ambiente é o lugar de moradia de todas as pessoas. Contudo, cuidar do meio ambiente não depende apenas de moradores, é responsabilidade do poder público para evitar riscos, tragédias, prejuízos e traumas.

Em vista disso, questionamos a Defesa Civil e o órgão informou que enviou uma equipe na Jaqueira  para realizar vistorias. A Secretaria Municipal de Ordem Pública (SEOP) constatou que há danos estruturais na área e disse que “um relatório será enviado para apuração e verificação da necessidade de intervenções no local pelos órgãos da Prefeitura do Rio”.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]