Movimento União Comunitária e Nestlé distribuem 8 mil potes sorvetes às crianças nas favelas

Na primeira etapa 100 caixas de sorvetes foram destinadas para cada comunidade
f44313e8-60f9-4ec8-8a65-4b33d986c2d8

Na última segunda-feira (17/06), o Movimento União Comunitária deu início a um festival de sorvete nas favelas da cidade, em parceria com a Nestlé, a Agência Integrada e Renovar e a distribuidora de sorvetes Froneri Brasil. A primeira etapa do projeto atendeu 12 comunidades levando 8 mil potes de sorvetes à crianças. A ação pretende ser um momento de alegria para os moradores em meio a tantos problemas.

José Mário Hilário do Santos, de 59 anos, presidente há 6 anos da Associação de Moradores do Santa Marta, e também presidente da União Comunitária, falou da importância do projeto que foi iniciado no dia 17/06 nas comunidades do Parque da Cidade na Gávea, Cantagalo, Chapéu Mangueira, Babilônia, Tabajaras Cabritos, Comunidade Imperador na Urca, Prazeres, Chácara Vilar da Saudade, Comunidade Unidas, Salgueiro, Morro do Borel e Morro da Formiga.

José Mário Hilário do Santos é o presidente da Associação de Moradores do Santa Marta. Foto: acervo pessoal

“Eu vejo um momento que os governantes, municipais ou estaduais, não têm feito quase nada pelas favelas do Rio, e as lideranças comunitárias que estão correndo atrás e assumindo o papel deles, de buscar itens básicos que os moradores necessitam. As favelas se encontram em situações muito complicadas,e a Nestlé nessa parceria vem nos ajudando a levar um pouco de “esperança” e dignidade as crianças das favelas, elas merecem esse pequeno momento de alegria, já basta todo o sofrimento das ausências de seus direitos, que não acontecem no dia a dia”    

A primeira etapa do projeto atendeu 12 comunidades. Foto: reprodução

A Nestlé vem auxiliando hospitais do Rio, a rede da Comlurb, quartéis de bombeiros e instituições de apoio a moradores de rua, tendo em vista isso o vice-presidente da União Comunitária, Reinaldo Reis, buscou a parceria junto aos representantes da empresa, para que a favela também fosse ajudada nesse período de pandemia do novo coronavírus. Na próxima segunda-feira (22/06), outras favelas de diferentes regiões da cidade serão contempladas com o Festival de Sorvete.

A União Comunitária surgiu em 2014 no Santa Marta, que fica na zona Sul da cidade, com o principal objetivo de fortalecer as associações de moradores, levando conhecimento e a busca pela igualdade de direitos, em prol de  fortalecer as lutas da favela contra um sistema que as oprime. Também visa melhorar a qualidade vida do morador junto ao poder público, atuando hoje em aproximadamente 30 comunidades. Todas as comunidades da zona Sul fazem parte da União.

União Comunitária. Foto: reprodução

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]