Nyl MC e a Cia Passinho Carioca se juntam em novo clipe que estreia hoje

Nyl MC e Passinho Carioca - créditos Talita Nascimento

O Rap encontra dançarinos de Funk em “Vitória dos Cria”

“Vitória dos Cria” celebra a vida nas ruas, becos e vielas e o clipe, que foi gravado no Morro da Caixa d’Água, no Complexo da Penha, será lançado hoje (25), às 19h no canal do Passinho Carioca. Fazendo uma mistura do Rap com o Funk, o vídeo trás dançarinas e dançarinos da Companhia no novo clipe de Nyl MC, que dá o foco para a dança que nasceu dentro das favelas cariocas: o passinho foda. “Sou um grande fã e admirador do passinho enquanto dança. É uma das maiores invenções artísticas já criadas” comenta Nyl.

MC Carol Félix, cria da Cidade Alta, vem como participação especial e é o primeiro single do EP Natural do Mundo, trabalho de Nyl MC que será lançado no segundo semestre de 2019, com suporte da marca IMPT! Lifestyle (que compõem o figurino do clipe), produção musical do selo NovaBlack, instrumentais do beatmaker O.g e distribuição pela Mondé Musical.

Cria é a gíria usada para quem é nascido e/ou criado em algum lugar, uma forma de mostrar afeto ao local da onde somos/viemos

“Importante colocar esse trabalho na rua com artistas que são crias das favelas e periferias da cidade, onde a maioria são pretos, LGBTs, mulheres… Tem se falado muito sobre diversidade, mas ainda vemos pouco disso nos processos de criação artística, como em clipes de Rap ou Funk por exemplo” finaliza o MC,  que é envolvido na cena alternativa do Rio de Janeiro e inserido na cultura Hip Hop, ao mesmo tempo que dialoga com a cena do Rock e do Funk, o jovem de Irajá, Zona Norte da cidade, vem conquistando cada vez mais pessoas por onde passa.

Veja hoje, às 19h no canal do Passinho Carioca

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]