Operações em favelas do Rio serão suspensas durante ações sociais devido à Covid-19

xwhatsapp-image-2020-05-25-at-11.17.54.jpeg.jpg.pagespeed.ic.fFU-o_0jTQ

Devido os acontecimentos dos últimos dia onde pessoas foram mortas em meio à operações policiais, na última sexta-feira (22), em reunião com o governador Wilson Witzel e os secretários da Policia Civil e Militar foi decidido que as operações nas favelas do Rio estão suspensas, ou pelo menos deverão ser evitadas, durante a pandemia do  novo coronavírus.

O objetivo é evitar trocas de tiros e que pessoas sejam mortas. A decisão foi acordada entre o Governo do Estado, entidades e órgãos de direitos humanos. Rogério Figueiredo Coronel da PM, pediu para que a Polícia Militar acompanhe qualquer tipo de assistência social dentro das favelas, com isso, foi acordado com os líderes comunitários que será avisado com antecedência aos batalhões quando irão acontecer as ações sociais.

Mesmo diante dessa decisão, hoje (25) pela manhã, houve uma operação na Cidade de Deus onde uma jovem de 22 anos foi baleada enquanto dormia.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]