Três meses sem aluguel social, moradores fazem protesto na Estrada do Itararé

WhatsApp-Image-20160720

Moradores da Favela da Skol, da Pedra do Sapo e de outras localidades do Complexo do Alemão fizeram um protesto pacífico, na manhã desta quarta-feira (20) na Estrada do Itararé, reivindicando o pagamento do aluguel social, que está atrasado há três meses.

“Nos retiraram das nossas casas e prometeram que receberíamos um apartamento em um ano e meio. A conclusão é que estamos esperando esse apartamento há seis anos e agora nem o dinheiro do aluguel social estão pagando”, disse Wiliam Santos, um dos representantes do grupo.

O morador da Favela da Skol, Miguel da Silva relatou em entrevista a equipe do Voz da Comunidade, que após destruírem sua casa, ele e seus 10 filhos ficaram sem moradia e dependendo da ajuda de familiares.

“Só quero o que é meu direito, minha mulher faleceu esperando por esse apartamento, estou aqui por ela e pelos meus filhos”, desabafou Miguel.

Miguel da Silva – Foto: Renato Moura

Essa foi a quarta manifestação realizada por moradores da região, que foram removidos de suas casa e estão no projeto do aluguel social desde 2010. Eles buscam o benefício do Governo, que dia 28 desde mês vai completar quatro meses de atraso e lutam para receber as moradias prometidas.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]