Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

“Velocidade Música – Luz música ação” Projeto leva oportunidades ao Complexo do Andaraí

Nesse domingo, 5, a Praça Nobre – Andaraí, recebe o show de encerramento da primeira edição do “Velocidade Música”. O projeto, que tem como prioridade o incentivo a cultura, busca criar oportunidades e valorizar a música que existe na periferia carioca e também, reconhecer os talentos nas comunidades.

A primeira parada aconteceu no Complexo do Andaraí, onde receberam inscrições de compositores, a grande maioria na faixa etária de 18 à 30 anos, que apresentaram canções de todos os ritmos. Um júri formado por Arthur Maia, Paulão 7 Cordas, Noca da Portela e Liomar Eleutério selecionou 10 inscritos, que participarão de workshops por um mês e gravarão suas composições em estúdio profissional, com direção de Paulão 7 Cordas. Além disso, será rodada uma tiragem de mil cópias com as 10 músicas finalistas.

Com a iniciativa de Dona Rosa Filmes, patrocínio Light e apoio da Secretaria de Cultura do Rio de Janeiro o objetivo é que o projeto se torne anual e alcance diversas comunidades, segundo Mariana Marinho idealizadora da primeira edição.

Os 10 finalistas apresentarão seus trabalhos no grande show, que tem início às 17h e entrada franca, onde dividirão o palco com um grupo criado especialmente para a apresentação. O bloco carnavalesco Cata Latas também se apresentará. Encerrando a noite com chave de ouro, a praça recebe o grupo Pique Novo.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]