19ª Parada do Orgulho LGBT de Belo Horizonte teve como tema o ‘respeito à identidade de gênero’

(Foto: Reprodução/TV Globo)
(Foto: Reprodução/TV Globo)

Aconteceu no ultimo domingo (17), a 19ª Parada do Orgulho LGBT de Belo Horizonte. O evento começou aos 12h na Praça da Estação, centro da capital. E, contou com a presença de performances e atrações musicais. Também esteve presente o Nilmário Miranda, que é o atual Secretário de Estado de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania de Minas Gerais.

A Parada teve como tema principal o ‘respeito à identidade de gênero’. Atores transformistas como Angel Sun, de 41 anos, compareceram para apoiar o movimento.

“O motivo desse movimento é em prol dos direitos dos homossexuais que sofrem com a homofobia. A gente está querendo reivindicar os nossos direitos na rede pública, porquê merecemos respeito e somos todos iguais. Nós temos amor, compreensão, todos os sentimentos que um ser humano pode ter”, Contou Angel, ao Jornal Voz da Comunidade.

paradagaydebh2

Angel Sun, de 41 anos

Com um caminhão de som, a passeata deu início às 17h, quando os participantes seguiram para a Praça Sete de Setembro e percorreu as principais vias do centro.

Jessica Telles trabalha em uma escola de samba de Vila Velha – Espírito Santo, e compareceu para lutar por seus direitos e dar apoio a Parada Gay. Segunda ela, independente da classe social, cor ou religião, todos são iguais e merecem respeito.

“Hoje em dia todo mundo é liberal, desde que você saiba como entrar e sair do local, assim você vai ser bem respeitada. O respeito tem que começar entre a gente, para depois exigir dos outros”, disse a mineira que atualmente mora no Espírito Santo.

paradagaydebh1

Jessica Telles

Milhares de pessoas acompanharam essa mobilização pacífica. Durante todo o evento, presenciamos pedidos pelo fim da discriminação, faixas, bandeiras do movimento e balões coloridos. A Parada do Orgulho LGBT encerrou às 19h40, na Rua Guaicurus, centro da Grande BH.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]