33 Cicatrizes de Vitória

Foto: Reprodução/Internet
Foto: Reprodução/Internet

Trinta e três pecadores
A me eternizar de dores…
Veio primeiro, o segundo,
E o trigésimo terceiro…
Parecia não ter fim,
Era como o mundo inteiro,
Inteiramente em mim…
Já não mais sentia dor,
Vinha um após o outro,
Desabrochando a minha flor
E de pouco a pouco…
Vi minhas pétalas a cair…
Neste insano ir e vir
Minha força a se esvair
O meu grito a não sair
Minha esperança sumir
E meu coração…
Diminuir, diminuir…
Até quase se extinguir.
O que eu fiz meu Deus,
Para estar aqui?
Servida a esfomeados
Que na ceia da vingança
Me devoram aos bocados
Com a mais nojenta ânsia…
Trinta e três bestiais Criaturas
Que conforme as escrituras
Não serão bem vindos às alturas
E por muito tempo sofrerão
Pelo frio coração…
Ao redor das sepulturas…

Autor:

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]