Alagoas será o primeiro estado do Brasil a instituir Passe Livre para estudantes

(Crétido: Assessoria)
(Crétido: Assessoria)
(Crédito: Assessoria)
(Crédito: Assessoria)

Agências Alagoas

Outros Estados estão lutando, debatendo e procurando uma alternativa para o transporte público escolar, mas Alagoas sai na frente. Segundo o governador Renan Filho, os estudantes alagoanos serão os primeiros no Brasil a desfrutarem do almejado Passe Livre.

Renan Filho lembrou que o transporte escolar na capital era muito encarecido e o Estado investia cerca de R$ 55 milhões por ano para fazer o transporte dos alunos. Sobretudo no interior, disse o governador, que decidiu municipalizar o transporte escolar, pois são os municípios que tem a capacidade de realizar um trabalho melhor neste sentido, visto que o prefeito está próximo do estudante. “Ele pode receber uma ajuda do Estado e fazer o transporte com mais qualidade”, explicou o governador do Estado. Ele confirmou a informação durante entrevista cedida ao jornalista Oscar de Melo, na Rádio Pajuçara FM.

Quando se fala em Maceió, Renan Filho destaca a inovação que implantará no transporte escolar. “Alagoas vai ser o primeiro Estado no Brasil a conceder o Passe Livre aos estudantes. Cem por cento da passagem de ônibus urbano será custeada pelo Estado. Isso vai melhorar o acesso para o estudante, facilitar o deslocamento dele, pois o aluno vai escolher o horário que ele vai sair de casa, sem atraso, não vai perder o ônibus, dará dignidade ao aluno. E mais, vai baratear”, ressaltou o governador.

A conta é simples. O barateamento, quando o governador falou em custeio para a instituição do passe livre, acontece da seguinte maneira. Ao invés do governo do Estado injetar anualmente os R$ 55 milhões gastos anteriormente, “vamos gastar menos de R$ 30 milhões. O que significa que teremos mais R$ 25 milhões para investir na Educação, na sala de aula, na valorização do professor, na melhoria daquilo que é fundamental”. Uma Oscip era responsável pela gestão do transporte escolar, que por sua vez, contratava ônibus na capital.

Passa por estes gestos a prioridade da Educação na gestão de governo. Como ex-militante estudantil, Renan Filho conhece a luta pelo Passe Livre e com muito orgulho ele reconhece o valor da instituição da gratuidade da passagem para o aluno da rede pública. “Para isso vamos ter que economizar, e aplicar o dinheiro na ponta, no estudante, onde se precisa que o recurso chegue”, concluiu Renan Filho.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]