Boreart apresenta nova exposição

Obras de artista pernambucano estarão expostas nas casas de moradores no Morro do Borel

A Galeria de Arte do Borel abre no próximo sábado (21/09), a partir das 10h, sua segunda exposição, com obras do artista pernambucano André Soares Monteiro, o Andareiro. Lançado há seis meses por um grupo de jovens moradores, o BoreArt ganhou repercussão nacional com sua proposta de levar obras de arte a um local da comunidade antes estigmatizado pelo histórico de violência.

A novidade por trás do BoreArt é que moradores e comerciantes locais abrem suas portas para receberem as obras e também o público, que além de apreciar as instalações artísticas, caminham por becos e vielas e tem a oportunidade de conhecer uma das mais antigas favelas do Rio de Janeiro.

Para esta exposição, as paredes de quatro casas na localidade conhecida como Barranco, na Rua Nova, receberão os quadros criados pelo artista de Recife conhecido nacionalmente por reaproveitar banners usados em suas criações, que já circularam por diversos centros culturais do país. A abertura da exposição contará com a presença do artista e atrações como a música Jade Olimpio, criadora do projeto Funk em Cordas.

Enquanto caminham pelas vielas e conhecem um pouco da história do tradicional morro tijucano, os visitantes também vão se deparar com obras criadas por jovens e crianças do Borel, que participam de oficinas ao longo do ano e coloriram os muros do entorno, com grafite e stancil.

A primeira exposição da galeria foi realizada em uma parceria com o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro e teve grande sucesso, com cerca de 350 visitantes ao longo de pouco mais de 30 dias. Desta vez, as obras estarão expostas por um período de dois meses e para agendar uma visita guiada é preciso fazer contato com Fred Castilho, mentor do projeto, pelos telefones 9654-1496 ou no email [email protected] Também é possível entrar em contato com o grupo por meio de sua página no facebook.

“É uma oportunidade única de ver obras reconhecida e também conhecer um pouco da nossa história e cotidiano. Todos os que visitam o BoreArt têm gostado muito, espero que dessa vez ainda mais pessoas estejam conosco para compartilharem dessa experiência”, afirmou Fred.

Saiba mais:

– Legado: BoreArt promove oficinas artísticas com crianças e jovens do Borel ao longo do ano http://migre.me/g4pl1

– Sobre o BoreArt: Projeto nasceu por meio da Agência de Redes para a Juventude http://migre.me/g4pm3
– Quem é o Andareiro: Conheça a história do artista pernambucano http://migre.me/g4pnw

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]