Festival Estudantil da Música está com inscrições abertas

festival-estudantil-da-musica-brasileira-400x350

Seguem abertas até o dia 10 de setembro as inscrições para o “Festival Estudantil da Música Brasileira”, um projeto da secretaria de Cultura e Turismo de Duque de Caxias. Podem participar os estudantes do Ensino Médio de toda a Baixada Fluminense.

Produtor do festival, Omar Marzagão, explica como será o evento: “Faremos uma seleção das músicas inscritas. Os jurados irão escolher 30 semifinalistas que vão se apresentar nos dias 17e 18 de setembro no Teatro Raul Cortez. As 10 melhores disputam a final, no dia 19, também no Teatro Raul Cortez. Haverá prêmios em dinheiro para os finalistas.”. Além dos prêmios em dinheiro e de troféus, haverá ainda um outro prêmio: as 10 músicas que estiveram na grande final vão fazer parte de um CD, lançando assim os jovens músicos.

O ator André Ramiro, um dos jurados do festival, elogiou a iniciativa: “Vejo este festival como uma grande oportunidade para os jovens mostrarem seu talento. É preciso lembrar que estes jovens muitas vezes não têm acesso as atividades culturais. Eu mesmo tive que buscar meu caminho: comecei na música como rapper até chegar onde realmente queria, ou seja, ser ator.”, revela.

Segundo o secretário de Cultura e Turismo de Caxias, Jesus Chediak, o festival tem uma grande importância por abrir as portas para os jovens que fazem música tanto no município quanto na região. “Estamos revivendo o tempo dos festivais que revelavam grandes nomes para a Música Popular Brasileira (MPB)”, afirma o secretário.

Todas as apresentações acontecem às 20h e têm entrada gratuita. O Teatro Raul Cortez fica na Praça do Pacificador, no Centro de Duque de Caxias.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]