Cinema Nosso abre inscrições de cursos para criação de filmes e jogos; confira

Projeto Super Hacka Kids, as formações são gratuitas e voltadas para o público de 10 e 15 anos
Foto: Escola Brasileira de Games / Divulgação
Foto: Escola Brasileira de Games / Divulgação

Uma pesquisa realizada pela Game Brasil apontou que, em 2021, 84,1% dos pais e responsáveis se aproximaram dos seus filhos através dos jogos. Esse hábito, construído durante a pandemia, despertou uma percepção melhor do mundo dos games, abordando o lazer, passatempo e até uma alternativa profissional. Visualizando esse cenário, o Cinema Nosso abriu inscrições para formações gratuitas do Super Hacka Kids, cursos na área de cinema e jogos.

O Super Hacka Kids é uma proposta para que crianças e adolescentes cultivem uma iniciativa a partir do movimento “faça você mesmo”, tendo como conteúdo não só a tecnologia em si como também os problemas sociais. 

Os cursos são divididos por idade. Cinema, que abrangerá conteúdo audiovisual em filmes e animações, é voltado para jovens entre 10 e 14 anos. Jogos analógicos (criação de jogos de cartas), entre 10 e 12 anos e, jogos digitais, que abordará o desenvolvimento de games, jovens entre 13 e 15 anos. As formações são gratuitas e o aluno receberá um certificado ao final do curso.

Crianças e jovens, entre 10 e 15 anos e residentes do Rio de Janeiro podem se inscrever nos cursos do Super Hacka Kids. Basta preencher este formulário a seguir (https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSe1LN4LxMP1aylLj1Q1PlUbtlu-wBf4NtAfwfF1A2Ka2CGchg/viewform).

As inscrições estão abertas até o dia 7 de março e as vagas são limitadas. Mais informações podem ser obtidas no site www.cinemanosso.org.br ou através do perfil no Instagram @cinema_nosso.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]