Clínica da Família do Pavão-Pavãozinho e Cantagalo faz atendimentos via WhatsApp

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Clínica da Família do PPG criou um grupo no WhatsApp para as grávidas tirarem dúvidas e receberem informações sobre consultas e vacinas

A unidade da Clínica da Família do PPG vem adotando desde junho deste ano um grupo no WhatsApp para atendimento das grávidas da comunidade, o GestsApp. Esse grupo já conta com 56 gestantes, sendo que destas, cinco mulheres que deram à luz recentemente ainda permanecem. O gerente da unidade, Celisio Werneck explica que durante quatro anos foi possível identificar um considerável número de faltas às consultas de pré-natal, um “desinteresse pelo acompanhamento na unidade”. Dessa forma, a estratégia do grupo para gestantes tem como objetivo minimizar as complicações no pré e pós-parto através desse acompanhamento e de um aceso mais direto e próximo às informações relacionadas ao bebe, como por exemplo, o prazo para a realização do teste do pezinho.

A partir do GestsApp foi criado o grupo físico “Grávidas e Belas”, sob a direção do técnico de enfermagem Lohan Envangelista, que através do grupo online tem sido garantida a frequência todas as terças feiras. Para as futuras mamães que estejam com a caderneta de vacinação em dia e que frequentem as reuniões e as consultas do pré-natal é oferecido um ensaio fotográfico como forma de brinde.

Uma das médicas na unidade, a doutora Maysa Feitosa fala que a criação do grupo foi um sucesso e que é uma estratégia muito importante: “foi uma explosão de novidades e devido a grande adesão por parte das gestantes, em apenas um mês, já reduzimos a zero as faltas no pré natal, além de inúmeras orientações que podem ser dadas em tempo real e extramuros com total aceitação por parte dos participantes. Uma estratégia linda que indico para as demais unidades de clinica da família. Vale a pena”.

Para Werneck, quanto mais próximo o serviço público es ver facilitando o acesso da população a esclarecimentos e informações sobre a saúde como um todo, o objetivo estará sendo cumprido. Com o GestsApp, o grupo do Planeja- mento Familiar tem sido o mais beneficiado: “As reuniões quinzenais têm aumentado a frequência a cada semana. A procura pelos métodos de esterilização tem sido eficaz e com grande resolutividade”, relata o gerente da unidade.

O grupo no WhatsApp fez tanto sucesso que as gestantes sugeriram que não fossem tiradas do grupo após seis meses de nascimento do bebê, que é um pré-requisito do grupo. Mas, a ideia é criar um novo grupo com as mães de recém-nascidos até o primeiro ano, acompanhando e monitorando as consultas até lá.

Para a mãe de primeira viagem, Laís Araújo Aguiar essa foi uma ferramenta muito ú l: “É ótimo, pois somos respondidas sempre com muita rapidez e atenção independente do horário pelos profissionais que fazem parte do grupo, eles são sempre muito atenciosos”.

A interação das mães e gestantes é fundamental porque cada uma pode acrescentar uma experiência “pessoal que pode ajudar as demais, “acabamos aprendendo com as dúvidas umas das outras”. O GestsApp é um grupo focado apenas a assuntos relacionados à gravidez e aos cuidados dos bebês, “o foco principal que é sanar dúvidas e interação entre as meninas do grupo. A ajuda de um profissional me deixa mais tranquila e segura que estarei agindo da forma correta com meu bebezinho”, expressa Laís, mãe do pequeno Levi Henrique.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

“Foi uma explosão de novidades e devido a grande adesão por parte das gestantes, em apenas um mês, já reduzimos a zero as faltas no pré natal, além de inúmeras orientações que podem ser dadas em tempo real e extramuros com total aceitação por parte dos participantes ” – conta a Dra Maysa Feitosa”

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]