Com linha 645, prefeitura mascara problema no Alto da Boa Vista

A prefeitura do Rio inaugurou, na última terça-feira (4), a linha de ônibus 645 – Jardim Oceânico x Praça Saens Pena (via Alto da Boa Vista), da empresa Auto Viação

Com linha 645, prefeitura mascara problema no Alto da Boa Vista

A prefeitura do Rio inaugurou, na última terça-feira (4), a linha de ônibus 645 – Jardim Oceânico x Praça Saens Pena (via Alto da Boa Vista), da empresa Auto Viação Tijuca (Tijuquinha). A nova linha é resultado de uma Linha Experimental de Coleta de Dados (LECD 30) e terá frota de 8 carros. Hoje, apenas dois dias depois do lançamento oficial, já teve o primeiro ônibus da linha 645 com problemas mecânicos.

Através de nota oficial no site, a prefeitura alegou que a nova linha “era uma antiga reivindicação de moradores do Alto da Boa Vista, que pediam a ampliação da oferta de ônibus na região”. O objetivo é melhorar o sistema de transporte da região, que é de monopólio da empresa Tijuquinha. Entretanto, esta medida tem caráter paliativo e está longe de ser solução para tantos problemas. Em um grupo do Facebook, integrado por moradores do Alto da Boa Vista, são inúmeros os relatos de ônibus quebrados e grandes problemas com tal empresa.

Print de um relato no grupo do Facebook

Esta situação precária dos transportes se arrasta por anos. Em 2019, houve uma reunião entre os moradores, diretores da Tijuquinha e funcionários da Secretaria Municipal de Transportes (SMTR). Na ocasião, foram faladas as necessidades da população local e promessas foram feitas. A criação desta nova linha foi solicitada, sim, como informou a prefeitura. Mas não foi apenas isso: o melhoramento das linhas 301 e 302 foi falado como prioridade, uma vez que todos os veículos dessas linhas estão velhos e diversos deles quebram por dia. Outra medida necessária é a ampliação da linha 345, a única que liga o Alto da Boa Vista ao Centro do Rio.

O sentimento que eu tenho de andar nos ônibus da Auto Viação Tijuca é de insegurança, me remete ao descaso. Já vi senhora com guarda-chuva dentro do ônibus por estar pingando água nela porque a saída de emergência estava emperrada. Existem ônibus que circulam sem bancos, sem freios, com a porta aberta, com vazamento de óleo. Aí eu ligo a TV e vejo funcionário público sendo preso porque vazava informações para estes empresários de ônibus. É total insegurança e frustração“, relata o morador Vinicius Correa.

Problema antigo e pesquisa

Nos anos de 2017, 2018 e 2019, eu fiz uma pesquisa sobre a situação dos transportes do Alto da Boa Vista, que conta com quase mil respostas de moradores. Nela, mais de 75% diz que já teve algum problema GRAVE nas linhas da Tijuquinha e 45% diz que espera o ônibus por mais de 30 minutos.

Veja alguns prints da pesquisa:

Através da liderança local Marcio Hugo, houve a entrada no processo de solicitação de transporte alternativo (vans) para a região. Entretanto, tal aprovação depende da SMTR. O medo da população local é que haja o silenciamento por parte prefeitura ou da mídia tradicional, que raramente noticia esta grave situação.

Deixe comentário