Comando da PM realiza modificações no comandando de Batalhões em Alagoas

(Crédito: Agência Alagoas)
(Crédito: Agência Alagoas)
(Crédito: Agência Alagoas)
(Crédito: Agência Alagoas)

Ascom PM/AL

O comando da Polícia Militar publicou no Boletim Geral Ostensivo desta segunda-feira (05), as modificações no comando de Unidades e Subunidades da capital e interior do estado.

De acordo com o comandante-geral, coronel Paulo Lima Júnior, a reorganização das funções de comando obedeceu critérios técnicos, levando em consideração o perfil de cada oficial, sendo estas modificações algo que ocorre naturalmente sempre que há alterações na cúpula da PM.
O coronel Robson Cavalcante assume a Corregedoria Geral, e o coronel Marcus Pinheiro a Diretoria de Ensino. Já o Comando do Policiamento da Capital passa a ter a frente o tenente-coronel Marcos Sampaio Lima.

Na capital, o 1º BPM (Vergel) passa a ser comandado pelo tenente-coronel Adriano Araújo; no 4º BPM (Farol), assume o major Lima Neto; no 5º BPM (Benedito Bentes), o major Antônio Carlos Amorim; e no BPE (Jacintinho), o major Joanilson Sampaio. No Batalhão de Trânsito (BPTRAN) assume o tenente-coronel Sandro Ramalho e no Batalhão Escolar (BPESC), o tenente-coronel Clístenes Oliveira.

No interior, o 3º Batalhão (Arapiraca) terá a frente o tenente-coronel Walter do Valle, que comandava o Bope. No 2º BPM (União dos Palmares), assume o tenente-coronel Thúlio Emery, no 6º BPM (Maragogi), o tenente-coronel Edmundo Melo; no 10º BPM (Palmeira dos Índios), o tenente-coronel Mário Jorge Santos; e no 11º BPM (Penedo), o tenente-coronel Hermelindo Pereira.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]