Contagem regressiva para a nova quadra na comunidade da Palmeiras

Foto: Betinho Casas Novas
Foto: Betinho Casas Novas

As obras começaram no inicio do mês de dezembro de 2014, com dez funcionários da Prefeitura do Rio e têm prazo de conclusão previsto para março deste ano

Falta pouco tempo para a quadra nova no alto da Fazendinha ficar pronta para uso. Com dez funcionários da Prefeitura do Rio trabalhando na obra, já se pode ver o andamento do projeto. A quadra terá espaço para diversas modalidades esportivas. Foram instaladas cestas de basquete, redes de vôlei, novo gramado, traves e redes de futebol. Para os atletas, será disponibilizado um banheiro com vestiário.

O projeto também prevê a instalação de holofotes, que iluminarão a quadra e uma nova praça, que contará com bancos, mesas e um quiosque pra lanchar. A grande novidade será a implantação de uma arquibancada com capacidade para cem pessoas.

Para o jovem Marcelo Lima, de 12 anos, morador da localidade Canitar, a nova quadra trará mais alegria para ele e seus amigos, que jogavam bola na anga quadra acabada. “Vai ser muito legal ter uma quadra nova pra eu poder jogar bola com meus amigos. A quadra anga era ruim, porque a bola toda hora saía da quadra e rolava ladeira a baixo. Tinhas os ferros da grade soltos que machucavam a gente”, declara, com entusiasmo. Com frequência, Marcelo se diverte na quadra da Palmeiras após as aulas.

Lindalva Costa Campo, de 42 anos, disse que será muito bom para a criançada, mas espera que criem projetos esportivos após a conclusão da obra. “Assim nem a quadra nem as crianças da região ficam abandonadas”, justifica.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]