Cria do Alemão, Judoca faz vaquinha para competir na Alemanha

Screenshot_20190315-205513_Gallery

Sem patrocínio, Ryan precisa de R$ 8.000 para realizar seu sonho

Aos 17 anos e a disciplina de um grande judoca, o morador da comunidade das Casinhas Ryan Guimarães da Conceição é cria do Complexo do Alemão e vem se esforçando para representar o Brasil em um campeonato mundial que acontecerá em setembro.

Ryan conheceu o esporte e começou a treinar quando tinha apenas 10 anos e logo foi apresentado à Associação Nagai pela sua falecida vó Cleyde Guimarães. Localizado no Alemão, o projeto une esporte, educação e cultura como instrumento para mudar a realidade de várias crianças e jovens que vivem na comunidade.

Para Ryan e os outros jovens da academia, o judô tem sido uma ferramenta eficaz que tem proporcionado uma nova perspectiva de futuro para os integrantes. Mesmo com a falta de uma infraestrutura adequada e contando com ajuda financeira de quem é movido a colaborar com a organização, Silvana Nagai (atual coordenadora geral) não desiste de ajudar a desenvolver todos os talentos que chegam até ela.

“Ele é um menino altamente habilidoso, nós ensinamos as técnicas do judô e a partir daí ele cria seus próprios movimentos, eu não podia fechar meus olhos para um talento como esse” – conta a sensei de Ryan.

Desde que começou a competir, o judoca chama atenção e recebeu da Liga Fluminense de Judô o troféu de atleta destaque. De lá pra cá coleciona medalhas e atualmente compõe um grupo seleto de atletas que têm representado o Brasil, com a seleção de base do judô, da Confederação Brasileira de Judô (CBJ).

Para disputar o campeonato mundial, Ryan precisa se classificar em alguns torneios internacionais. Um dos países que o judoca vai representar o Brasil é a Alemanha, mas para isso, precisa de ajuda para representar o Brasil na cidade de Bremen, já que a passagem é muito cara e a família do atleta não pode custear a viagem.

Pensando nisso, Silvana Nagai e sua equipe criaram uma vaquinha online no site Kickante. O objetivo é arrecadar R$ 8.000 reais e qualquer um que acredite nesse sonho pode contribuir com uma ajuda financeira de qualquer valor.

Até o momento o atleta não possui nenhum patrocínio e pede a ajuda acreditando na força da solidariedade para que possa realizar seu objetivo. Sem perder as esperanças o judoca segue com foco nos treinos intensos buscando evoluir cada vez mais suas habilidades.

As crianças que moram na comunidade e as que fazem parte do projeto Nagai veem em Ryan uma referência e já é possível escutar elas dizendo: “Quando eu crescer eu quero ser igual o Ryan!”.

Se interessou por esse sonho? Gostaria de ajudar? Então segue o link da vaquinha online:

https://www.kickante.com.br/campanhas/ryan-conceicao-lutando-vencer-alemanha

 

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]