Dez presos são transferidos da Central de Flagrantes para Casa de Custódia

(Crédito: Dulce Melo/Radio Gazeta)
(Crédito: Dulce Melo/Radio Gazeta)
(Crédito: Dulce Melo/Radio Gazeta)
(Crédito: Dulce Melo/Rádio Gazeta)

Da Redação
Voz das Comunidades Alagoas

Após afirmar que não iria receber mais nenhum preso vindo de outras delegacias, a gerência da Casa de Custódia foi autorizada pelo Juiz da Vara de Execuções Penais, Braga Neto, no início da tarde desta segunda-feira (29), realizar transferências para o sistema prisional com intenção de desafogar a unidade prisional.

De acordo com Alexandre Barbosa, gerente da Casa de Custódia de Maceió, por volta das 14h quinze, presos foram transferidos para o sistema prisional. Durante a tarde, a direção foi informada que devem chegar dez presos vindos da Central de Flagrantes de Maceió e um vindo da Delegacia da Barra de Santo Antonio.

Dentre os dez presos que aos poucos estão sendo transferidos está o acusado de matar o Policial Militar baiano identificado como Diogo Melro Alencar, que foi preso por guarnições da Operação de Policiamento Litorânea (Oplit), sob comando do delegado-geral Carlos Reis.

Ainda segundo o gerente, Alexandre Barbosa, não há mais previsão de transferências da Casa de Custódia para o sistema prisional e a situação de superlotação pode aparecer novamente durante a noite e madrugada.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]