Expectativas

Expectativasartigo2

Atire a primeira pedra quem nunca pensou demais em algo, e no final das contas não saiu da forma esperada? Quem nunca esperou aflitamente para que uma ocasião ou um fato acontecesse, e no fim nada saía conforme planejado? Bem, se você nunca passou por isso, não atire a primeira pedra, por favor, vamos conversar primeiro. Deixa eu te explicar o quão ruim são as famosas expectativas falsas…

O ser humano é sujeito sábio em sua forma de pensar e criar. Somos donos de mundos e universos nas nossas mentes, e nada mais do que natural esboçarmos situações que sejam coniventes com o nosso desejo de que se tornem realidade. Mas, não seria perigoso pensar demais em situações hipotéticas? Não seria perigoso ficar preso no mundo das ideias em uma realidade que é melhor do que vivemos? Eu acredito honestamente que sim.
Que esperanças são combustíveis que movem o homem, sim elas são. Mas até que ponto não somos fulminados por ela? Olhar por demais o horizonte pode cegar sua visão do caminho até lá. Não que eu esteja defendendo o fim das esperanças, mas sim o fim das expectativas que fecha os olhos e obscurece o que temos de melhor na nossa vida, que é o presente. Expectativas geram ansiedade. Não essa ansiedade vulgar, que muitos acusam como algo qualquer. Mas sim aquela crônica, que afeta o sono, o peso, o modo de viver e conviver com as pessoas. Cuidado, não se deixe levar. Outro fato que incidem muito quando nossas expectativas não obtêm o resultado esperado, são as frustrações. Viver frustrado por não ter conseguido algo é agonizante e perturbador. A frustração assoma o coração de tal forma, e trago agora um exemplo pessoal, que sinto uma falta de ar desesperadora.

Eu quebro o protocolo agora e faço um convite: respire fundo e pense na sua vida. Deixe suas expectativas irem. Não force nada. Seja você. E torça para que dê certo o que você tanto almeja. Sabe o que eu aprendi a fazer para ocupar minhas expectativas? Eu penso no caminho que me levará até lá. Foque no trajeto que poderá lhe colocar no lugar que você tanto almeja, e só assim você terá a visão no horizonte, mas os pés na estrada. E sabe outra coisa: tenha fé. Tente. Ore. Talvez seja bem melhor do que só ficar pensando nos mínimos detalhes que muitas vezes, nunca ocorrem.

AUTOR:

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]