FBI recomenda que as pessoas tapem webcams de Pcs e Notebooks

img_4509

O diretor do serviço secreto Americano disse que cobrir Webcams é uma prática comum nos escritórios do governo dos Estados Unidos

Tem webcam? Alguém pode estar te observando agora mesmo. Outras pessoas influentes e importantes como Bill Gates (CEO da Microsoft) e Mark Zuckerberg (CEO criador do Facebook) usam deste método em seus escritórios. Além do Serviço Secreto de Inteligencia dos EUA. O diretor do FBI, James Comey, disse sobre a medida em entrevista aos jornais americano no inicio do ano e reafirmou sobre o assunto nesta última quarta feira (14) em uma conferencia sobre tecnologia.

“Existem alguns pontos sensíveis que você deve prestar atenção, e esse é um deles”, afirmou Comey sobre tamparem as Webcans.
“Se você entrar em qualquer escritório governamental, vai perceber que todos nós temos pequenas câmeras em cima das telas (…) E todas possuem uma pequena tampa para bloquear a câmera”. Segundo o diretor, o motivo é a vigilância: “Você precisa fazer isso para que pessoas que não têm autoridade não fiquem lhe observando. Eu acho que isso é coisa boa a se fazer (…) Eu espero que as pessoas tranquem seus carros, tranquem suas portas à noite… Se você tem um sistema de alarme, você deve usá-lo.”
Comey termina afirmando que fazem pouco dele por ter dito isso em entrevista, mas, para o diretor, cobrir as câmeras não é muito diferente de tomar algumas medidas de segurança básica.

NÃO ESTAMOS SEGUROS

img_4516
SaferNet afirma que brasileiros são invadidos desde 2008 (Foto: Betinho Casas Novas / Jornal Voz da Comunidade)

“Qualquer câmera num dispositivo com acesso à internet é vulnerável, o que muda é o grau de complexidade da invasão”, comenta Thiago Tavares, que é presidente da Safernet, A SaferNet Brasil é uma organização não governamental, sem fins lucrativos, que reúne cientistas da computação, professores, pesquisadores e bacharéis em Direito com a missão de defender e promover os Direitos Humanos na Internet. A companhia recebe denúncias de crimes cibernéticos, o que confere respaldo suficiente para Tavares indicar precisamente o que acontece, relatando que há casos de invasões, através das Webcans, desde 2008 no Brasil.
Tavares afirma que as câmeras mais fáceis de invadir, geralmente, são as de segurança privada e até mesmo as babás eletrônicas. Isso porque são protegidas por senhas fáceis como “123456”.

Smartphones também são equipamentos bem fácil de invadir: links de sites via WhatsApp e aplicativos de jogos que estão em lojas não oficiais podem infectar o aparelho. Além disso, dificilmente uma proteção como antivírus vai te salvar em um possível erro. Por isso, tenha em mente que o melhor antivírus em qualquer dispositivo é você, a maneira como navega e o cuidado que toma.

Muitos usuários que utilizam os Notebooks para navegar na web relatam pela internet que observam luzes das suas câmeras se acenderem às vezes. Das milhares de denúncias feitas, dispositivos da Apple, como MACs, Iphones e IPADs, são as que lideram o topo de suspeitas de invasão.

Lembre-se que “Colar um papel na lente da webcam não é desespero”.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]