Fundador do Voz das Comunidades, Rene Silva recebe prêmio em Nova Iorque

FB_IMG_1538605370185

Rene Silva, fundador da ONG Voz das Comunidades, recebe hoje aos 24 anos, o premio mundial concedido pela organização Mipad (Most Influential People of African Descent) em Nova York. O jovem foi reconhecido internacionalmente sendo considerado um dos 100 negros com menos de 40 anos mais influentes do mundo em 2018.

“Muita gente vê minhas conquistas, mas não tem noção do sacrifício de manter esse projeto vivo, nem de quantas pessoas estão por trás do Voz das Comunidades. Posso ter começado ainda muito cedo, com 11 anos de idade na época, muita gente acha que tudo sempre foi muito fácil pra mim. Pensei em desistir? Sim, claro, mas a minha vontade de fazer alguma coisa foi muito maior do que a de desistir. Estou feliz por viver diversos momentos especiais e de reconhecimento do que têm sido feito através do nosso trabalho de comunicação nas comunidades.

Mas eu não faço nada sozinho! Seja o jornalismo, a produção de eventos ou ações sociais. Então, hoje, quero dedicar esta homenagem de “100 NEGROS MAIS INFLUENTES DO MUNDO”, a todos meus familiares, aos voluntários, moradores do Complexo do Alemão, correspondentes, produtores, jornalistas, fotógrafos, enfim, a todos da a equipe do Voz das Comunidades que se dedicam o tempo inteiro para fazer o melhor. Aos moradores de favelas do Brasil e aos negros que lutam diariamente para sobreviver neste país tão racista, ainda hoje… Dedido também a todos os ativistas que lutam diariamente para que os nossos direitos não sejam violados. Temos que fazer muito mais, juntos! Obrigado, obrigadoo e muiro obrigado!” – Publicou nas redes sociais.

Rene Silva criou o Jornal Voz das Comunidades aos 11 anos de idade no Complexo do Alemão, Rio de Janeiro e já teve seu nome listado pela Revista Forbes e pelo jornal britânico The Guardian como um dos jovens mais influentes do mundo.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]