Grupo de amigos do Morro dos Mineiros arrecada alimentos em troca de máscaras

Famílias estão sendo ajudadas graças a solidariedade desses amigos.
amigos unidos

O momento é de muita preocupação e tristeza para a maioria das famílias ao redor do mundo. Devido a toda paralisação por conta do coronavírus, muitos lares estão tendo que enfrentar a falta. Porém ver a geladeira vazia já é uma realidade de muitos brasileiros moradores de favelas bem antes da pandemia. Lidar com a falta de recursos faz parte do dia a dia de muitas pessoas. Infelizmente a luta é grande e se torna ainda maior ao lutar contra uma doença tão perigosa que é a COVID-19.

Ainda bem que existem corações generoso e solidários como o grupo de cinco amigos que se juntaram para tentar amenizar a fome dessas pessoas nesse período tão delicado. Leandro, Nielsen, Ivan, Paulo e André se organizaram e decidiram fazer uma campanha que tem como objetivo ajudar quem doa e quem recebe a doação. Ao doar 1kg de alimento o doador ganha 2 máscaras que tem sido acessório obrigatório para quem precisa ir na rua ou trabalhar. “É uma ação linda que todos saem ganhando”, disse André.

Mesmo com toda as dificuldade que aparecem, esses amigos não descansam e não desistem do propósito. “Tem pessoas que não estamos conseguindo chegar no local, meu carro quebrou ai fica difícil. Mas o que renova nossas forças é Deus e a alegria de ver famílias recebendo o alimento”.  

Se você pode ajudar com qualquer quantidade de alimento, entre em contato no whatsapp 98429-4689 e fortaleça essa corrente de solidariedade e amor ao próximo.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]