Imperatriz teve quadra lotada na escolha do samba enredo que vai disputar o carnaval de 2017

DCIM103GOPRO
DCIM103GOPRO

A quadra da rainha de ramos ficou lotada e teve presença de famosos e jornalistas

Em uma noite quente de segunda-feira, com a quadra lotada, a Rainha de Ramos fez a última noite para a escolha do samba enredo, que vai servir de combustível para os integrantes da escola, na disputa do carnaval 2017. “Salve o verde do Xingu, a esperança. A semente do amanhã, HERANÇA. O clamor da natureza a nossa voz vai ecoar… preservar…” esse foi o samba enredo escolhido na noite desta última segunda (17), criado pelos autores Moisés Santiago, Adriano Ganso, Jorge do Finge e Aldir Senna.

DCIM103GOPRO
Bateria Swing da Leopoldina ferveu a quadra da Verde e branco (Foto: Betinho Casas Novas)

“É sempre lindo ver minha escola sempre lotada! O momento da escolha de samba é sempre bom pra comunidade. A gente acaba sentindo a vibração de perto e tendo participação pelo simples fato de vir na quadra. Sentir essa energia já é o começo da preparação para a Sapucaí!!!” — contou a analista de sistema Elaine Rocha, de 32 anos, que frequenta a agremiação desde sua adolescência.

A noite se tornava mais emocionante, quando um anúncio surpresa foi feito: Nada mais era que o retorno da ex-rainha de bateria, a atriz e ex-modelo Luíza Brunet, de volta a Imperatriz Leopoldinense. Mas dessa vez, Luíza não virá a frente da bateria Swing da Leopoldina, posto assumido da atriz e modelo Cris Vianna, e sim como Musa da agremiação. O anúncio foi feito pelo Diretor de carnaval, Wagner Soares Araújo e pelo presidente da agremiação, Luiz Pacheco Drumond. Emocionada, Luíza agradeceu e sentiu-se animada pelo retorno na escola.

NA REDE

Pelas redes sociais, através da página oficial da agremiação e pela página do Jornal Voz da Comunidade, que fazia cobertura em tempo real na quadra da escola, moradores e integrantes da verde e branco ficaram animados com o enredo da Imperatriz que vai disputar o carnaval de 2017. Os comentários mais falados pelas redes sociais eram do retorno da antiga rainha de bateria, Luíza Brunet, à agremiação, e também o tão esperado ensaios de rua, que chega arrastar toda região.

 

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]