MANUAL DO ROLÉ – Escadaria do Selarón (Lapa)

lapa-district-rio-pedra-da-sal

A única coisa que eu preciso saber é se você já foi a algum desses roteiros maravilhosos que cantamos a dica aqui?! Se sim, senta, pega papel, caneta e já anota as coordenadas do próximo rolé;

Acredito que todo mundo já esbarrou com alguma foto na internet nesse lugar incrível que vou falar hoje aqui. Na real, acredito que esse “Manual do Rolé” de hoje é quase um 2 em 1, pois vamos falar sobre a Escada do Selarón na Lapa. O bairro da boemia carioca internacionalmente conhecido, abriga também uma das obras de artes mais incríveis que você verá nesse mundo.

Há quem cruze os sete mares para conhecer a obra do artista chileno Jorge Selarón, A Escadaria Selarón, também conhecida como Escadaria do Convento de Santa Teresa e oficialmente como Rua Manuel Carneiro, fica localizada entre os bairros de Santa Teresa e Lapa, na cidade do Rio de Janeiro. Está apenas 5 minutos a pé até os Arcos da Lapa. Na escadaria, há duzentos e quinze degraus medindo 125 metros de comprimento, os quais são cobertos por mais de dois mil azulejos recolhidos entre mais de sessenta países espalhados pelo mundo. Incrível, não?! A obra é atração para moradores, turistas nacionais e internacionais.

A parte triste de tudo é que há poucos anos o artista foi encontrado morto de causas desconhecidas, próximo a sua grande obra de vida, mas que com toda a certeza marcou a sua história em nossos corações. Mas, vamos deixar essa tristeza de lado, pois o legado do Rio é a alegria da vida.

Endereço: Rua Joaquim Silva, S/N – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20241-110

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]