Marcelo Crivella anuncia reabertura gradativa a partir de hoje (02); veja o que será permitido

Marcelo Crivella anuncia reabertura gradativa a partir de hoje (02); veja o que será permitido

Nessa segunda-feira (01/06), a prefeitura da cidade do Rio de Janeiro anunciou a reabertura gradativa a partir de hoje (02), terça-feira. As lojas de decoração e concessionárias poderão reabrir; atividade no calçadão e celebrações em igrejas também serão liberadas. O prefeito, Marcelo Crivella, disse que cidade deve voltar ao “novo normal” em agosto.

A reabertura será dividida e organizada em seis fases, com previsão de duração de 15 dias cada, começando nesta terça-feira. A medida, segundo o prefeito, se manterá caso a curva de contaminações e mortes por covid-19 permaneça estável. Ele ressaltou ainda que isso vai acontecer se não houver também um aumento de casos que a capacidade de leitos da cidade não possa comportar. Além disso, o monitoramento será diário. 

Serão liberadas na primeira fase: atividades esportivas em centros de treinamento, atividades esportivas nos calçadões, atividade aquática individual no mar (como natação ou surfe), lojas de móveis e decorações, concessionárias de automóveis. Entretanto, na primeira fase, não serão permitidas atividades na faixa de areia, como o aluguel de barracas de praia ou as escolinhas de esportes. Saunas e piscinas continuam vedadas. O prefeito informou ainda que a conclusão de todas as fases será em agosto.

As demais fases de reabertura gradual serão desta seguinte forma:

Fase 2

Shoppings entre 12h e 20h, com restrições de movimentação

competições esportivas com portões fechados;

Fase 3

Todos os comércios, com restrição de circulação;

Bares e restaurantes abertos, com 50% da capacidade;

Academias abertas com agendamento e distanciamento;

Luta e dança, sem contato físico;

Atividades de crossfit;

Creches, desde que pais estejam trabalhando;

Escolas: quinto e nono ano, sem aglomeração;

Salões de beleza, tatuagem e estética, com restrições;

Praias e parques abertos, sem aluguel de cadeira e barraca;

Áreas de lazer;

Atividades culturais em espaço aberto, sem aglomeração;

Competições esportivas com um terço do público;

Fase 4

Pré-escolas e turmas de primeiro e segundo ano;

Pontos turísticos com um terço da capacidade;

Atividade em espaço cultural fechado, com restrição de capacidade;

Fase 5

Diminuição de restrições de capacidade em quase todos setores (bares, restaurantes, estádios, cinemas, etc);

Praias e parques abertos, sem aglomeração

Reabertura do terceiro e quarto ano nas escolas;

Fase 6

Escolas e universidades integralmente, sem aglomeração;