Mês da Mulher: escolas recebem apresentações de canto coral dia 27

(Crédito: Divulgação)
(Crédito: Divulgação)

Assessoria

A programação de apresentações do espetáculo “Canto por todos os cantos”, do Coretfal, agendada inicialmente para os dias 20 e 24 de março foi ajustada para melhor atender a demanda das escolas contempladas com as apresentações. Serão três exibições gratuitas no Centro,dia 24, e em escolas públicas, no dia 27.

As exibições são gratuitas e acontecem em homeagem à mulher, cujo dia foi celebrado mundialmente no último 8 de março. A ação é realizada pela Prefeitura de Maceió, por meio da Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC), com apoio da Fundação Nacional de Artes (Funarte) do Ministério da Cultura (MinC).

A primeira mostra do coro acontecerá no dia 24, no Calçadão do Comércio, às 17h. Na sequência, dia 27, as apresentações acontecem na Escola Municipal Gerusa Costa Lima, no Jacintinho, às 15h; e às 17h30, no Instituto Federal de Alagoas (Ifal).

Canto por todos os cantos

O Coretfal foi fundado em 1975 por Maria Augusta Monteiro, mãe da atual regente do coro, Fátima Menezes, para quem o espetáculo é uma grande homenagem à força e a coragem da mulher maceioense. Segundo ela, o show mostra o que o Brasil tem de melhor, com canções, que mostram a pluralidade cultural do país.

O espetáculo “Canto por todos os cantos” foi apresentado na cidade de Lucca na Itália durante um intercâmbio cultural feito em setembro de 2013. Dividida em duas partes, a mostra do Coretfal traz 14 músicas. No primeiro momento o destaque vai para a música popular brasileira e traz sucessos como Esse teu olhar, de Tom Jobim, e Aquarela do Brasil, de Ary Barroso, além de clássicos de Luiz Gonzaga.

Na segunda parte do espetáculo o foco vai para as manifestações folclóricas típicas do Nordeste. Ganham o palco canções, danças, vestuários e artefatos artesanais típicos da taieira, maracatu e caboclinho, revelando a riqueza da cultura popular nordestina e brasileira.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]