Morador da Rocinha é o mais popular entre os brothers

danrley-sonha-em-ser-professor-foto-reproducao-globo_2178967

Quem é Danrley?

A 19ª edição do Big Brother Brasil teve início essa semana, na terça-feira (15) um participante em especial chamou a atenção do público. Nascido e criado na comunidade da Rocinha, no Rio de Janeiro, Danrley Ferreira, de 19 anos é o jogador mais jovem do reality.

Foto: Reprodução da internet

Estudante de Biologia na UFRJ, ele não é só o primeiro da família a entrar em uma faculdade, mas também o primeiro a terminar o Ensino Médio.  O que é um exemplo da determinação e dedicação de Danrley.

Integrante da equipe de atletismo da Rocinha, ele coleciona medalhas de inúmeras corridas, além disdo, para complementar a renda, dá aulas particulares e nos dias de sol, vende picolé nas praias. Tudo para alcançar um objetivo: se tornar professor.

Nas redes, compartilha a rotina de esportes, momentos com a família e declarações à namorada, Larissa Celestino. “Nunca tive nada de muito valor para te oferecer, mas você aceitou o que eu tinha para te dar: carinho, atenção e um profundo sentimento que cresce cada vez mais todos os dias”, escreveu o participante em uma das fotos com Larissa.

Nas redes, faz declarações à namorada, Larissa Celestino. Foto: Reprodução

Assim que foi anunciado para o BBB as favelas comemoraram a participação do estudante, que na estreia foi um dos mais comentados no Twitter.  O brother teve um aumento de mais de 300 mil seguidores nas redes e lidera o ranking de mais populares na internet.

Agora só resta acompanhar o programa e torcer para que o carioca chegue até a final.

 

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]