Movimento passe livre realizará um Cinedebate sobre tarifa e pelo transporte público no Alemão

cinebate

No próximo sábado, dia 7 de fevereiro, vai acontecer o primeiro Cinedebate promovido pelo MPL-Rio (Movimento Passe Livre), contra a tarifa e pelo transporte público no Complexo do Alemão.

O Ocupa Alemão e o Conselho Popular estarão presentes no encontro para discutir sobre transporte, a exclusão social que é promovida pela tarifa de R$ 3,40 e o controle dos empresários. Outro questionamento do movimento que será discutido no Cinedebate é o corte de linhas de ônibus, vans e moto-táxis da região.

De acordo com a organização do evento, o teleférico instalado pelo governo do Estado de Pezão, junto com a SUPERVIA, promove um lucro de mais de 113 milhões, beneficiando os empresários. Apesar de estar localizado no Conjunto de Favelas do Alemão, o teleférico não corresponde às necessidades dos moradores da região, atendendo apenas 20% da comunidade. Os outros 80% dos usuários que utilizando o transporte são turistas.

“ É preciso pensar pra quem foi feito o teleférico. Claro que ele melhorou a vida de diversas pessoas, pois diminuiu o tempo de deslocamento de muitas delas, mas e de quantas o teleférico atrapalhou? Quantas pessoas foram removidas? Para onde elas foram?” – Questionou um representante do Movimento Passe Livre.

“É necessário que as autoridades prestem mais atenção nos usuários e usuárias e venham até nós para nos ouvir. Ouvir nossas urgências, nossas prioridades e do que realmente precisamos.” – Concluiu.

Um vídeo será exibido e uma oficina sobre transporte público e segregação urbana vai ser realizada no encontro que acontecerá às 18h, no Morro da Baiana, localizado na Estrada no Itararé, número 137, casa 2, em Ramos.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]