Nova base da UPP Nova Brasília será instalada na comunidade do Reservatório

IMG_9564

Os militares levaram hoje alguns materiais da antiga base para a nova instalação. Moradores ficaram revoltados com a ocupação do espaço. 

 

IMG_9503
Policial lavando as escadas da nova instalação. No local funcionava uma Associação de moradores, que será desativada. Foto: Betinho Casas Novas

Moradores da comunidade do Reservatório se assustaram com a grande movimentação policial na região, na tarde desta segunda feira (01). Tudo isso por conta da troca de base, feita pelos agentes da Unidade de Policia Pacificadora, para o novo local. A antiga base avançada da Upp Nova Brasília, será instalada na antiga caixa D’água ao lado da Associação dos moradores. Os militares levaram armários, camas e colchões, documentos entre outros materiais que serão levados durante a semana para a nova base. Além do espaço, que funcionava diariamente inúmeras atividades esportivas e culturais, os militares ocuparam também os estacionamentos que os moradores usavam para estacionar seus veículos particulares. Os militares lavaram hoje todo o espaço e já montaram o alojamento entre outras instalações no local.

Solta a Voz Morador

Os moradores da comunidade, que terá ainda esta semana a base inaugurada, não curtiram essa nova mudança. Segundo denúncia dos moradores, os locais onde existem as bases avançadas, são vitimas diariamente de intensas trocas de tiros e de arbitrariedade da parte dos militares. Além de perderem as atividades que aconteciam no espaço que será ocupado pelos militares. “Existia capoeira, torneio de ping pong, alfabetização, varias atividades, e agora não vai ter mais porquê ocuparam nosso espaço. Absurdo…” conta revoltada uma moradora do local, que preferiu não se identificar com medo de represálias.

IMG_9547
Agentes das Upps carregando os materiais para a nova base Foto: Betinho Casas Novas
IMG_9496
Policiais fazendo a segurança do local enquanto os militares arrumam a nova instalação Foto: Betinho Casas Novas

 

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]