O efeito de Tite na nossa seleção

tite2

O recém comandante da seleção, Tite, chegou à seleção em momento complicado, após a eliminação na Copa América Centenária sem nem chegar à fase eliminatória. Na época o treinador era o Dunga, que desde sua chegada gerou uma rejeição enorme por parte dos torcedores e da mídia em geral.

Em pouco tempo Tite já demonstra a melhora de desempenho da seleção brasileira, em seus primeiros cinco jogos o Brasil teve 100% de aproveitamento. Nesses jogos, o Brasil confirmou a supremacia que há na América do Sul, em todos os jogos a nossa seleção apresentou um ótimo futebol e mereceu sair com a vantagem em cada jogo.

tite

Foto: Reprodução/Internet

Outro fato importante de destacar é a diminuição da dependência da Seleção com Neymar. Tite já expressou que é contra colocar a pressão nas costas do camisa 10 e que prefere priorizar o jogo coletivo, o que acaba tirando a pressão do Neymar e conseqüentemente melhorando seus números com a seleção.

O último triunfo veio no Mineirão lotado, palco do 7×1 na semifinal da Copa do Mundo de 2014 entre Brasil e Alemanha, mas dessa vez foi diferente, superamos a Argentina de Messi com ótimo futebol apresentado e afirmando o entrosamento dessa nova seleção montada por Tite. Com essa vitória o Brasil chega a 98% de chances de se classificar para a Copa do Mundo de 2018, na Russia, enquanto os hermanos estão com apenas 36%.

AUTOR:

cryslan_novaimagem-colunista

Esta coluna é de responsabilidade de seus atores e nenhuma opinião se refere à deste jornal.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]