Outubro Rosa: Mamógrafo móvel no Parque de Madureira

outubro_rosa_-_mamografo_movel_-_parque_madureira_140

No mês da luta contra o câncer de mama, iluminação cor-de-rosa em diferentes pontos do Rio chama atenção para a importância do diagnóstico precoce 

A partir de 02 de outubro, e ao longo de todo o mês de conscientização sobre o câncer de mama, o equipamento móvel para realização de mamografias da Secretaria de Estado de Saúde estará no Parque de Madureira para atender à população do Rio de Janeiro. O atendimento no mamógrafo móvel acontece mediante o encaminhamento das pacientes pelas unidades básicas de saúde do município. No Parque de Madureira, o horário de atendimento será de segunda à sexta-feira, das 8h às 18h, e aos sábados e feriados, das 8h às 15h. O equipamento móvel ficará no local até 28/10.

Na tarde de hoje (02/10), o Secretário de Estado de Saúde, Felipe Peixoto, esteve no Parque de Madureira, junto com o Secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz. Peixoto destacou a importância da campanha de conscientização para que as mulheres continuem cuidando da saúde.

– Essa parceria entre as secretarias de Saúde é muito importante para ampliar o acesso das mulheres ao exame de mamografia. O Mamógrafo Móvel do Estado já passou por 27 municípios e essa é a primeira vez que chega à cidade do Rio – declarou o secretário, acrescentando que, em média, o aparelho móvel realiza 1.200 mamografias por mês.

Moradora de Oswaldo Cruz, Sandra Maria da Costa, de 53 anos, aproveitou a chegada do Mamógrafo Móvel para realizar, pela primeira vez na vida, o exame.

– Eu tinha medo. Mas foi muito tranquilo e bem rápido. Recomendo que outras mulheres também venham fazer. O mais importante é cuidarmos da nossa saúde – disse Sandra.

A chegada do mamógrafo marca o início de mais uma edição da campanha Outubro Rosa, movimento mundial de luta contra o câncer de mama. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), até o final de 2015, o Brasil deve registrar mais de 57 mil novos casos da doença – destes, cerca de oito mil devem ocorrer no estado do Rio de Janeiro. Não há uma única causa para o câncer de mama. Para reduzir o risco de desenvolver a doença, é importante manter hábitos saudáveis, como a manutenção do peso corporal, evitar bebidas alcoólicas e praticar exercícios físicos.

Iluminação especial – Com apoio de parceiros que aderiram ao movimento, diferentes pontos do estado ganharão iluminação cor-de-rosa especial ao longo do mês de outubro, como as sedes do Governo do Estado e da Assembleia Legislativa – os Palácios Guanabara e Tiradentes. Durante todo o mês, a Supervia participará da ação iluminando de rosa as estações do Teleférico do Alemão. Já a Concessionária BRT, além de iluminar as estações, contará com exposição de fotos na estação Alvorada com o tema “A Mulher e o Câncer de Mama”, do Instituto Nacional do Câncer. Em apoio à causa, o Metrô Rio também vai iluminar de rosa o arco da Cidade Nova.

O Outubro Rosa ganhará ainda o apoio da maior obra de infraestrutura da América Latina. A partir do dia 16, a Linha 4 do Metrô vai iluminar vários pontos da obra, como a ponte estaiada, no Jardim Oceânico, na Barra da Tijuca. A cor rosa também estará presente na iluminação do Cristo Redentor (dia 05) e na Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro (dia 02). Entre os dias 05 e 12 recebem iluminação rosa o Monumento em homenagem a Almirante Barroso na Praça Paris, na Glória, os Arcos da Lapa, a Igreja da Penha e a Catedral Metropolitana. O Outubro Rosa ganhará ainda o apoio da maior obra de infraestrutura do país.

outubro_rosa_-_mamografo_movel_-_parque_madureira_103
No Parque de Madureira, o horário de atendimento será de segunda à sexta-feira, das 8h às 18h, e aos sábados e feriados, das 8h às 15h. O equipamento móvel ficará no local até 28/10. Foto: Divulgação Portal da Saúde do RJ

No Parque de Madureira, o horário de atendimento será de segunda à sexta-feira, das 8h às 18h, e aos sábados e feriados, das 8h às 15h. O equipamento móvel ficará no local até 28/10.

Também são parceiros das ações a Fundação Laço Rosa, o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), a Sociedade Brasileira de Mastologia, a Secretaria Municipal de Saúde e a Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos, por meio da Rioluz.

Ação no Maracanã – Nos dias de jogos do Campeonato Brasileiro, o principal palco do futebol no Rio também ganhará as cores da campanha. Antes das partidas, uma faixa no campo e os telões do estádio trarão mensagens sobre o assunto.

Diagnóstico precoce aumenta chance de cura – Quando diagnosticado no início, as chances de cura do câncer de mama ultrapassam 90%. Além de realizar o autoexame com frequência, até para que possamos conhecer seus corpos e perceber possíveis alterações, é fundamental que as mulheres conversem com profissionais de saúde e mantenham seus exames clínicos em dia.

Mamógrafos no RJ – Nos últimos anos, o Governo do Estado ampliou a oferta de exames de mamografia. Atualmente, a rede estadual conta com nove mamógrafos. Desde 2014, a carreta do mamógrafo móvel da SES circula por todas as regiões do estado, atendendo pacientes dos 92 municípios, garantindo que as mulheres possam realizar os exames o mais perto possível de casa. Os resultados são encaminhados para a unidade básica de saúde municipal de origem. Juntos, os equipamentos de mamografia do Estado já realizaram mais de 272 mil exames.

Outubro Rosa – Criado nos Estados Unidos na década de 90, o movimento Outubro Rosa busca estimular a sociedade a refletir sobre o câncer de mama e ressaltar a importância do diagnóstico precoce. Ao longo do mês, em todo o mundo, diversas ações são realizadas para promover a conscientização e estimular a busca por informações sobre o tema, sempre lembrando que é essencial que as mulheres mantenham seus exames em dia.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]