Passarela da Rocinha vira palco para desfile de modas dos idosos

Não eram as principais tendências da moda nem looks exclusivos ou até mesmo as últimas notícias do mundo fashion. O que foi visto na tarde desta quarta-feira, 09, na passarela

Passarela da Rocinha vira palco para desfile de modas dos idosos

Não eram as principais tendências da moda nem looks exclusivos ou até mesmo as últimas notícias do mundo fashion. O que foi visto na tarde desta quarta-feira, 09, na passarela da Rocinha, foi uma coleção de sorrisos, entusiasmo e a certeza de que chegar à terceira idade não é o fim da linha. Um grupo de 30 idosos, 25 mulheres e cinco homens – todos frequentadores do projeto Casas de Convivência e Lazer desenvolvido pela Secretaria Especial de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida (SESQV) da Prefeitura do Rio -, participou de um desfile sendo modelos por um dia.

A proposta da atividade, que está no cronograma de eventos da Secretaria por conta do Dia do Idoso, comemorado no início de outubro, tem a finalidade de exaltar a beleza madura daqueles que chegaram à terceira idade com brilho nos olhos e que procuram uma vida saudável e de qualidade.

“Trabalhamos o idoso de forma completa para estimular em cada um a vontade de viver mais e melhor. Este evento mobilizou pessoas entre 58 e 79 anos, o que deixa claro o engajamento e a vontade de estarem em plena atividade novamente. É gratificante vê-los integrados e mandando de volta tamanha energia”, afirmou a secretária da SESQV, Cristiane Brasil, que fez a abertura oficial do desfile.

A participante mais “experiente”, a aposentada de 79 anos, Jacira Melo, se emocionou ao contar sobre o momento na passarela. “Nunca me imaginei desfilando e é incrível. Esta atividade foi maravilhosa e, mesmo com o nervosismo, estou muito feliz em participar de eventos que fogem do meu dia a dia”.

Todos os idosos usaram trajes do acervo pessoal e esbanjaram alegria e descontração ao caminharem em uma das obras sinuosas do arquiteto Oscar Niemeyer e ao posarem para fotos, tendo como pano de fundo a Rocinha, considerada a maior favela do Brasil.

Deixe comentário