PC recupera objetos que foram furtados da escola municipal de Coqueiro Seco

(Crédito:Ascom-PC/AL)
(Crédito:Ascom-PC/AL)
(Crédito:Ascom-PC/AL)
(Crédito:Ascom-PC/AL)

Ascom-PC/AL

Policiais Civis realizaram uma ação na manhã desta terça-feira (30), e recuperaram vários objetos que foram furtados de uma escola pública do município de Coqueiro Seco.

Foram recuperados pelos policiais do 15º Distrito Policial de Santa Luzia do Norte e do 16º Distrito Policial de Coqueiro Seco: dois computadores, dois teclados, dois mouses, um monitor, um roteador, um binóculo, um aparelho de DVD, um aparelho de som, um fone de ouvido e duas caixinhas de som.

Segundo o delegado Valdeks Pereira da Siva, titular do 15º DP que investigou o caso, o material foi furtado no dia 21 da Escola Municipal Professora Mércia Silvania de Lima, localizada no Povoado Cadoz. Um menor de 17 anos, que responsável pelos furtos foi apreendido,

Alguns objetos foram localizados pelos policiais escondidos em um local de difícil acesso dentro de um matagal, nos fundos da escola onde ocorreu o delito.

O delegado explicou ainda que uma parte do material recuperado foi encontrado em residências dos receptadores, que estão sendo indiciados. “O jovem ao ser apreendido confessou os furtos, e após investigações chegamos as pessoas que adquiriram os objetos furtados, e vamos realizar um inquérito policial sobre o caso, indiciando os receptadores”.

Os policiais disseram que o adolescente já foi apreendido também por porte ilegal de arma de fogo, e tentativa de furto.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]