4 Perguntas que você e muitas pessoas podem estar se fazendo neste momento com relação a atual crise política do país e uma última crucial

bandeira-brasil

O que o fim do governo Dilma pode significar no seu café da manhã?

O plano de governo de Michel Temer, que será desenvolvido em cima de um projeto da Fundação Ulysses Guimarães denominado, Uma Ponte para o Futuro, é composto por medidas neoliberais e ressalta o poder de decisão final deliberado pelo Congresso perante os programas do governo, uma ressalva que traz preocupação aos que dependem das bolsas oferecidas pelo Estado. Contudo, o peemedbista garante que os programas assistencialistas de caráter social não serão cortados, as bolsas continuarão. Outra medida importante é que o controle dos preços das tarifas públicas não será mais tão atrelado ao Estado, o que implica de acordo com economistas renomados como Raul Velloso, na diminuição da inflação. Logo, o que você come no café da manhã, no almoço e no janta estará mais barato nas prateleiras do supermercado.

O julgamento foi político ou jurídico?

Há um impasse quanto a esta questão, e esta pergunta que tem sido muito feita ultimamente nas redes sociais esta um tanto equivocada, pois ainda não houve um julgamento do processo da Presidente Dilma, o que houve no domingo foi apenas a abertura de um processo, não o julgamento político ou jurídico deste. Mas não há motivo para se preocupar, o julgamento não será político apesar de ser feito por senadores, pois o ministro chefe do Supremo estará na casa para dar seu parecer sobre a legalidade e inconstitucionalidade das posições defendidas pelos senadores. Além do mais, o parecer jurídico de membros do Supremo Tribunal já foi dado à acusação de Dilma por crime de responsabilidade administrativa que seguiu favorável para o Congresso.

De que adianta tirar este governo se o próximo governo será igualmente corrupto?

Já imaginou se um soldado em meio à batalha dissesse ao seu companheiro: De que adianta vencer o soldado inimigo, se atrás dele tem outro que quer me matar igualmente? Este soldado certamente seria derrotado, como é certamente todo aquele que se conformar… Contudo é fato que se Dilma foi tirada por motivos supostos de corrupção, por que não tirar Cunha também? Por que não tirar Temer? O que não faltam com relação a ambos são suspeitas de corrupção, basta apenas uma forte investigação que comprove de fato as suspeitas sobre ambos, que o feitiço se voltará contra o feiticeiro.

Por que é importante o ensino da constituição nas escolas?

Para evitar revoltas desnecessárias por equívocos oriundos da desinformação do sujeito inconformado com uma situação política ou jurídica a qual ele pensa compreender. O mínimo de noção oferecido acerca das principais medidas constitucionais em determinadas situações evitaria tanta confusão, evitaria tanta discussão. Além do mais, nossa constituição é analítica, extensa, difícil de ser lida, portanto, eis mais um motivo para ser ministrada nas escolas, por pessoas que possam facilitar por meio de aulas, a compreensão do texto que institui o país, sua forma de governo e estado e as principais medidas cabíveis ao Estado nas mais diversas situações.


Sobre o autor:

11226059_919199861489935_9194135250296814813_nMe chamo João Pedro Dornelles Claret, tenho 21 anos e sou estudante de Direito da Universidade Federal do Tocantins, fundador da Web-page Brasil Intelecto que reúne um grupo de jovens de destaque no intuito de difundir conhecimento e cultura. Além de músico, também sou poeta com minha obra ¨Etapas do Viver¨ prestes a ser publicada.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]