PM cumpre mandados de prisão e apreende três armas e plantação de maconha em Cajueiro

Da Redação 

PM-AL

Durante a manhã desta sexta-feira (12), policiais militares da 4ª e 5ª Companhias Independentes e Setor de Inteligência da PM realizaram na cidade de Cajueiro uma operação conjunta de combate ao crime organizado na região do Vale do Paraíba. Ao todo, foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão expedidos pela juíza da comarca local.

A operação teve como objetivo prender traficantes de drogas, foragidos da justiça e grupos de extermínios. Foram apreendidas três armas de fogo, sendo uma espingarda calibre 12 e dois revólveres calibre 38, com diversas munições.
Ainda na operação, foi encontrada uma plantação de maconha com várias mudas em crescimento. Também foi apreendida uma quantidade da droga a granel e a importância de R$ 6.490 em cédulas. Sebastião José da Silva, de 44 anos, foi preso pelo crime de porte ilegal de arma de fogo.De acordo com a polícia, ele, que é conhecido na cidade como “Monga”, é agente da Guarda Municipal na cidade.

Também foi preso Romildo de Almeida Vieira, 30 anos, pelo crime de porte ilegal de arma de fogo. Ainda de acordo com a polícia, Romildo faz parte de um grupo de extermínio que atua na cidade de Cajueiro e no mês de novembro teria assassinado um cidadão identificado como Alisson Macário, conhecido como “Alinho”.
Os irmãos Tiago Leonardo Ferreira, 30 anos, e José Tales Leonardo Ferreira, 24 anos, também foram presos pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo e tráfico de entorpecentes. De acordo com o capitão Wellington Casado, comandante da subunidade, a operação ocorreu após algumas semanas de investigações de inteligência e o trabalho continua nos próximos dias com o objetivo de combater o crime organizado na região.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]