Polícia Civil prende ‘novo’ suspeito de ter matado policial militar da Bahia

(Crédito: Ascom-PC-/AL)
(Crédito: Ascom-PC-/AL)
(Crédito: Ascom/PC-AL)
(Crédito: Ascom/PC-AL)

Da Redação
Voz das Comunidades Alagoas 

A Operação Policial Litorânea (Oplit), sob comando do delegado-geral Carlos Alberto Reis, conseguiu prender na noite do último domingo (28), o acusado de matar o sargento da Polícia Militar baiana Gutemberg Sacramento de Araújo Silva, assassinado a tiros no último sábado (27), quando acabou reagindo a uma tentativa de assalto nas primeira horas da manhã, no bairro da Ponta Verde.

De acordo com a Polícia Civil, o acusado identificado como Diogo Melro Alencar, foi preso no Conjunto Alfredo Gaspar de Mendonça, no bairro de Cruz das Almas, e chegou a confessar o crime.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, após investigação e análise das imagens de câmeras de segurança de prédios da região, o acusado foi reconhecido pela motocicleta e por um par de tênis que estava usando no momento em que cometeu o homicídio.

A PC informou ainda, que Diogo Melro já tem passagem pela polícia e saiu do sistema prisional no dia 18 de Setembro. Quando saiu, o acusado chegou a se internar em uma clínica de recuperação de dependentes químicos no interior do estado para que um trabalho de desintoxicação fosse feito.

Diogo Melro Alencar que é réu confesso foi encaminhado à Central de Flagrantes, no bairro do Farol, onde foi autuado por latrocínio e aguarda transferência para a Casa de Custódia, no bairro do Jacintinho.

(Crédito: Reprodução/Facebook)
(Crédito: Reprodução/Facebook)

O primeiro suspeito

Segundo um agente da Polícia Civil, que preferiu não se identificar, a Polícia Civil e Militar cometeram um equívoco afirmando que o primeiro acusado preso no início da noite do último Sábado (27), seria o acusado de ter matado o policial militar baiano, no bairro da Ponta Verde.

O primeiro acusado identificado como Paulo Henrique, mais conhecido como ‘Pires’, foi preso no bairro do Bom Parto, no último sábado, após uma operação da Delegacia de Investigações e Capturas (DEIC) e por guarnições do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), que deram apoio na ocorrência. Paulo Henrique estava na residência de seu avô, que é policial aposentado da PM-AL, quando foi preso.

De acordo com a PC, ao ser questionado se ‘Pires’ teria assassinado um turista na orla de Ponta Verde, ele negou e a polícia confirmou a informação ao averiguár as câmeras de segurança da região, mas ‘Pires’ ficou detido pois era foragido justiça e deve responder por outros crimes que estão em aberto.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]