Populares protestam contra prisão de acusado em frente a Central de Flagrantes, em Maceió

(Crédito: Arquivo/Voz-AL)
(Crédito: Arquivo/Voz-AL)
(Crédito: Arquivo/Voz-AL)
(Crédito: Arquivo/Voz-AL)

Da Redação
Voz das Comunidades Alagoas 

Parentes e amigos de um preso que está na carceragem da Central de Flagrantes, acusado de um assaltar um ônibus no bairro do Tabuleiro do Martins, em Maceió, realizaram um protesto em frente à delegacia no final da tarde da última quarta-feira (24), e protestaram para que o acusado fosse solto, pois segundo os familiares, Natanael Sobral França, de 18 anos, é inocente.

De acordo com familiares, a vitima é inocente e nunca teve passagem pela polícia nem muito menos nenhum de seus familiares. Em decorrência do tumulto, o policiamento foi reforçado com viaturas do Batalhão de Policiamento de Radiopatrulha (BPRP) e do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE).

Durante o dialogo com os militares da Radiopatrulha, o clima ficou tenso, mas após alguns minutos de conversa uma comissão foi formada e recebida pelo chefe de serviço da Central de Flagrantes para explicar a situação.

De acordo com o delegado plantonista, Fernando Lustosa, cerca de trinta vitimas do assalto chegaram a reconhecer o acusado como um dos assaltantes. Ainda segundo o delegado, com o jovem foi encontrado um relógio pertencente a um das vitimas que estava dentro do ônibus.

”Existem elementos suficientes para mantermos o acusado preso. Foram cerca de trinta vitimas que reconheceram o acusado e ele estava com um dos relógios que era fruto de roubo”, afirmou o delegado.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]